Dexter DVD
Dexter

Discografia / Músicas

    2014 - A Liberdade Não Tem Preço

  • FênixVer Letra
  • Fênix
    Letra

    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento

     

    Você se divertia enquanto eu amargava
    O gosto do fel, da dor, da raiva
    Passei dificuldades até umas horas e você
    Cadê, sumiu foi para um outro rolê
    De segunda a segunda diversão de montão
    (Oh e o Dexter mano?)
    Haha tá na prisão
    Amigo né, sei tô ligado
    Falar é fácil já diz o ditado
    Você nem ao menos ligou pra minha esposa pra saber
    Se eu estava bem ou estava pra morrer
    Agora vem dizer que gosta de mim
    Que torce por mim, que ora por mim
    É o fim, aqui ninguém é bobo doidão
    Não precisa se preocupar, tô legal, tô firmão
    Bem ou mal, coisa e tal, sobrevivi
    Como Fênix renasci
    Sou guerreiro de fé e por Deus abençoado
    Lutei bravamente, fui coroado
    Bem aventurado é aquele que crê
    Na força divina, no seu poder
    A fé na vitória tem que ser inabalável
    E a fé do preto aqui é incontestável
    Quantas vezes em meses chorei
    Lágrimas de solidão derramei
    Pensei em desistir, não prosseguir, e parar
    Mas não Deus me deu força pra continuar
    O sofrimento também é uma escola
    Glória ao pai pela vitória

     

    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento

     

    6 meses em Bernades me fez entender
    Que o pior cego é o que não quer ver
    Mas eu vi e percebi, descobri quem é quem
    Hoje sei quem chegou quando precisei
    Tive que assassinar um leão por dia
    Tive que sorrir sem sentir alegria
    Pra esconder a tristeza parceiro
    Nem todo preso é um confidente verdadeiro
    Ninguém carrega emblema dizendo que é esquema
    Nessas horas cada um com seus problemas
    Durante certo tempo me tornei um cara amargo né?
    Decepção ao extremo faz estrago
    Mas o tempo passa e ele é professor
    Te ensina a ignorar o rancor
    Demorou, já é, eu tô na correria
    Deus que me guia no dia-a-dia com sabedoria
    Mas quem diria o anjo renasceu
    Você pagou pra ver apostou e perdeu
    Minha estrela só Deus tem o poder de apagar
    E mais o brilho é natural e eficaz
    Te faz amaldiçoar e fraquejar
    Pois é no meu lugar que você queria estar
    Sem chance, revanche é fora de cogitação
    Você falhou então promessas em vão
    E eu na condição desfavorável sofri
    Mas valeu, me fortaleceu, renasci
    o sofrimento também é uma escola
    Glória ao pai pela vitória

     

    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento

     

    De vez em quando, lembrando, eu me pego pensando
    O quanto foi difícil e fico analisando
    Só Deus, só mesmo Deus para te fortalecer
    Te guiar, te orientar, te fazer vencer
    Ver e crer que ter fé é necessário
    Ei você Ateu me prove o contrário
    Me lembro de umas cartas a Patrícia me falando
    Amor o vencimento do aluguel tá chegando
    E dessa vez a minha mãe não está podendo ajudar
    Ela também tem as contas dela pra pagar
    Tô muito preocupada, já não sei o que fazer
    Tem hora que parece que vou enlouquecer
    Quer saber já não tenho mais dinheiro pra nada
    Esse mês não paguei a luz, nem a água
    Só Deus pra saber quando eu vou te visitar
    Fui ver aquele trampo mas tenho que aguardar
    Vê só eu tô correndo fica sossegada
    Deus é maior e tá do nosso lado
    A gente vai conseguir você vai ver
    Olha não esquece eu amo você
    Receber as más notícias me deixava triste
    Mas um combatente não se entrega resiste
    Orei, alimentei fé e esperança
    Eu sabia que um dia viria a bonança
    Se não há bem que dure para sempre parceiro
    O mal se ajoelha diante de um bom guerreiro
    O sofrimento também é uma escola
    Glória ao pai pela vitória

     

    2X
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento

  • Salve-se Quem PuderVer Letra
  • Salve-se Quem Puder
    Letra

    Levantar-se-á Nação contra Nação e Reino contra Reino
    Haverá grandes terremotos, epidemias e fome em vários lugares
    Coisas espantosas e também grandes sinais do céus

    [Dexter]
    Salve-se quem puder, se puder
    Seja lá quem for, homem ou mulher
    O mundão ta louco, se afundando aos poucos
    Futuro obscuro, vivemos no sufoco
    Pai que mata filho, filho mata pai
    Quem vai interferir, diz pra mim, quem que vai?
    Desacreditar, nem pensar, só naquela
    Moleque é morto a tiros na favela
    Sequela de uma vida sofrida
    Vivida na miséria, sem perspectiva
    Crianças fumando craque, perdendo tempo
    Nas ruas do centro, andando ao relento
    Eu lamento e tento entender o porquê
    Não querem viver, preferem morrer
    Se matar, será que é a solução?
    Não, não posso acreditar nisso não
    Irmão, eu daqui assisto só desgraça
    Vejo o ser humano se matando de graça
    Na praça, já não faz sentido andar
    As rosas murcharam, contaminaram o ar
    Nas casas os portões, só vivem trancados
    Os carros dos milionários, são blindados
    Hoje em dia, ninguém confia em ninguém
    Parceiro mato parceiro por malote de cem
    Vai além, seu filho é programado pra ter medo,
    Mas o medo o faz sentar o dedo
    Você mesmo transforma seu filho num qualquer
    Assim que é, salve-se quem puder…

     

    Um homem na estrada recomeça sua vida
    À procura, da dignidade perdida
    O brilho nos olhos é de um sonhador
    Que quer esquecer, tudo o que passou
    Vinte e cinco anos depois sai do inferno
    Se sente deslocado, no mundo moderno
    De terno antiquado, e sapato social
    Vaga pelas ruas na condicional
    Feliz e ao mesmo tempo assustado
    Tá tudo diferente, tudo ta mudado
    As pessoas não se olham, nem se cumprimentam
    Andam estressadas, concentradas no que pensam
    Indiferentes ao que acontece ao redor
    Programadas com seu próprio mundo e só
    No jornal as notícias causam arrepios
    Mais um corpo é encontrado, boiando no rio
    Drogado mata o irmão e nem lembra o que fez
    Mãe abandona filho de um mês
    Policia é flagrada numa ronda de rotina
    Em boate de luxo, recebendo propina
    Enquanto uma escola é construída num lugar
    Já se tem dez prisões a mais pra inaugurar
    Política opressora, exclusão social
    Dentista perde a vida por motivo racial
    O morro e o asfalto no Rio tão em guerra
    Integrantes do MST querem terra (a causa é séria!)
    Uns matam, outros morrem por um qualquer
    Assim que é, salve-se quem puder…

     

    No Sudão matam negros com AK-47
    Prisão de Sadam chegou via satélite
    Bush, a besta de um sonho americano
    Patrocina a dor do povo iraquiano
    Fuzis atiram em defesa do petróleo
    América do Norte garante o monopólio
    O mundo se comove, porém ninguém se move
    Vem doutor, ce ta na mira da minha nove
    Meu microfone faz o estrago que eu quiser
    Vai, pega o celular e pede pano pros gambé
    Menor dispara a arma e mata amigo na escola
    Doença miserável, HIV e Ebola
    Extermina meus irmãos na África do Sul
    Atentado terrorista sob céu azul
    Nas ruas de São Paulo ou no Oriente Médio
    O corredor da morte é a cura pro seu tédio
    Nos mares se trava a guerra naval
    Nos ares acontece à exploração espacial
    Células clonadas em laboratório,
    A ciência ignorando Deus é notório
    Testes nucleares afim da destruição
    E você aí, nem aí, sem preocupação
    Deputado é esculachado em CPI,
    Novela ensina dona de casa a trair
    Tragédia no cenário do Rap ganha destaque
    Mataram Sabotage, Gilmar e Tupac
    Final dos tempos, provam sua fé
    Assim que é, salve-se quem puder…

     

    [GOG]
    Ei, Aqui se realiza um sonho antigo
    Uma aliança entre fãs que hoje são amigos
    Eu sei, percebo é de Deus que vem, provém à chance
    Provei e não senti o gosto amargo eu vou avante, adiante
    Abraçar, representar, tô aqui
    Fruto nordestino, maduro, do sul do Piauí
    [GOG] Vou te falar, relatar, o que vi
    Deselegante foi à cena, mas eu não sorri
    Sou latino, peregrino, desprovido de dinheiro, grilado
    Uma pá de proliferado puteiro, que se dá
    De várias formas não só na cama
    [GOG] Lamentável a cena, o algoz e a primeira dama
    Não sei se vou pro céu, sou fiel, sou Fidel, sou cruel
    Mas não tenho o coração de papel
    Pisou na bola, olha minha sola, o calcanhar de Aquiles
    [Dexter] Aí GOG, se o Bin Laden pega, hummm,
    fica ruim pro Alexandre Pires
    [GOG] Falhou, sujou, a bandeira brasileira
    Envergonhando a América Latina inteira
    Inocência, oportunismo, ignorância da história
    Chorou nos braços de quem tem fama sem glória
    [Dexter] Bush…
    [GOG] É preciso ter cérebro, coordenação motora
    [Dexter] Pra não cair na armação da maldita gravadora
    [GOG] Pra não financiar via Coca-Cola a metralhadora
    E nem desonrar, África nossa genitora…

  • O Destino do RéuVer Letra
  • O Destino do Réu
    Letra

    - 161.445 arruma suas coisas ai que você vai de bonde..!

     

     

    Fala de sofrimento me incomoda até umas hora
    Eu queria ta falando de alegria pra quem chora
    Dizer que a tempestade tá no fim vai passar
    Que foi um desses sonhos que ninguém quer sonhar
    12 horas de viagem truta é imbaçado
    O sol rachando, estralando ,o bonde lotado
    Sem ar pra respirar sem água pra beber
    Uma desumanidade que só vendo pra crer
    Dormimos uma noite ali no CDP de Bauru
    No outro dia meio-dia seguimos pru lado Sul
    Depois de Getulina, Álvaro, Pirajui…
    Iaras o Destino do Réu, escuta ai..!
    Já quase meia noite atracamos na penita
    Te confesso ó irmão mó sensação esquisita
    Me pergunto o que eu to fazendo aqui
    nesse lugar infeliz me diz porque aqui?
    Eu tava em São Vicente tranquilo trabalhando
    Ganhando remissão fazendo a minha, estudando
    No entanto vai vendo só covardia é mato
    O sistema te zoa sorrindo no mó barato
    Mas firmão o que eu não posso é fraquejar
    Seja onde for e como for é nóis que tá
    Se Deus quis assim parceiro, assim será
    O senhor é meu pastor e nada me faltará!
    Se pá até tem uns conhecidos meus aqui

     

     

    (-Pô muleque doido ai não me faça rir,
    Aqui seu RAP é alimento prus irmãos
    É água no deserto comida no lixão!
    – Ahãn!…
    Vários vagabundos vão gostar de te ver
    De ouvir você rimar de te conhecer
    – Pode crê!…
    Vai por mim nada ta perdido
    o soldado não morreu, apenas foi ferido!)

     

     

    (Refrão:.2x)
    Eu sou só mais um…
    Fui mandado á frente de batalha
    Esquivava do fio da navalha
    Eu sou só mais um…
    Tinha um sonho poder voltar pra casa
    O sofrimento não passa, não passa!

     

     

    Passei o final de semana na inclusão
    Só de reflexão sem rádio sem televisão
    Ouvindo histórias contadas por alguém
    Monteiro Lobato na cadeia é oque mais tem.

     

     

    (- Ai neguinho eu só fiz assalto de cinema
    não é pagando não mas aqui faz a cena
    Já fiz até a Tobias de Aguiar voltar de ré
    Pode pá que não da outra, eu sou eu já é!)

     

     

    Vai saber!
    Pra variar no guichê colo um bico ó
    Meio receoso, cabrêro, esquisito
    Curioso é triste existe em todo lugar
    E pelo pique veio só manja, sei lá
    Se pá nem compensa comenta
    Cada um cada um ainda mais nesse lugar
    Quem morre, quem mata, quem caça assunto
    Quem corre, quem fica, quem assina o defunto?
    Não sei, não vi, nem me interessa ver
    Certas fita compromete só de saber
    Uma par de calça azul querendo te arrasta
    Outros nem tanto ta na fita pra somar
    E na televisão quem leva a culpa ta de toca
    Em dia de visita pega a fila e tira a roupa
    Agacha levanta senta num banquinho
    Jogam suas bolsas no chão de um quartinho qualquer
    Cheirando a mofo sujo sem respeito nenhum
    Revistam o jumbo com despeito, atitude comum
    Não pode isso, não pode aquilo
    Comida racionada não passa de 1 kilo
    E a imprensa ainda diz que preso se alimenta bem
    Que é só mordomias ás custas de alguém
    Oque eu quero é voltar pra casa e viver em paz
    Sofrer na prisão irmão nunca mais

     

     

    (Refrão:.2x)
    Eu sou só mais um…
    Fui mandado á frente de batalha
    Esquivava do fio da navalha
    Eu sou só mais um…
    Tinha um sonho poder voltar pra casa
    O sofrimento não passa, não passa!

     

     

    Iaras lugar de máxima segurança
    Lugar que mata aos poucos sua esperança
    Alguém porém um dia me disse

     

     

    – Recomece negão quando estiver no limite
    Assim que é e tem que ser parceiro não desanime
    Seja honesto com si mesmo isso sim é ser o crime
    Elimine tudo oque não te faz bem
    Nessa luta sou mais você do que oque vem
    Pense bem nego amanhã é outro dia
    Transforme sua tristeza Dexter em alegria
    Viva um dia por vez na pura calma
    Sofrimento é crescimento purifica a alma
    persevere, ore se fortaleça no senhor
    O ùnico digno de todo o louvor.

     

     

    Me transportei para os palcos que eu já pisei
    Onde falei de Malcon X, Mandéla e Chico Rei
    Me senti renovado e decidido a vencer
    Palavras ditas com amor te faz renascer
    Se assim que tem que ser firmeza vamo ai
    Se esse é o lugar já era eu tô aqui
    De novo vou tirar uma foto de perfil

     

     

    (-Já era ladrão pega suas coisa ai
    e vamo descer pru coviu!)

     

     

    Sai da inclusão e minutos depois
    Com meus pertences em mãos cheguei no raio 2
    Na gaiola fui bem recebido pelos manos
    Antigos amigos parceiros de mili anos
    (-Nossa negão que fita eim, quem diria você aqui)
    Fazer oque jão a vida é assim
    Mas ai vamo que vamo não adianta chorar
    Pra frente é que se anda e o tempo vai passar
    E passou ensinando mais um pouco pra mim
    E se não foi por amor pela dor foi o fim
    Presenciei vagabundo se acabando por mulher
    A decepção é venenosa né
    Um coitado visitado por ninguém abandonado
    Amargando a solidão desorientado
    Vi manos traçando planos refêns da ambição
    Na corrida pelo ouro com disposição
    Vi desespero e alegria entre cartas e fotos
    E em meio á tudo isso eu conheci vários flor de lótus
    Fabinho boy, Nenê, Sete sete, valzinho
    Rubinho, Tifu, Fazendinha, betinho
    Faca, fusca, Neriberto, Rael
    Marcelo gregório e Daniel Maciel
    Pessoas importantes pra mim amigos de fé
    Sem palavras assim que é
    Que Deus abençoe vocês grandemente
    E que nossa amizade permaneça eternamente (-Amém!)
    Agradecido pelas mãos estendidas
    Precisou tamo junto na mesma medida
    Mas oque eu quero é voltar pra casa e viver em paz
    Sofrer na prisão irmãos nunca mais

     

     

    (Refrão:.2x)
    Eu fui só mais um…
    Não desisti da luta, eu encontrei a cura,
    Eu fui só mais um…
    E só venci pelo amor…
    Eu fui só mais um…
    Meu Deus me fez mais forte,
    Não dependi de sorte,
    Eu fui só mais um…
    E agradeço ao meu senhor…

     

     

    – 161.445 arruma suas coisas que você ta indo embora!

  • Oitavo AnjoVer Letra
  • Oitavo Anjo
    Letra

    Acharam que eu estava derrotado
    quem achou estava errado
    eu voltei tô aqui
    se liga só irmão escuta ai
    ao contrário do que você queria
    to firmão to na correria
    sou guerreiro e não pago pra vacilar
    somos vaso ruim de quebrar
    oitavo anjo do apocalipse
    tenebroso como um eclipse
    é seu pesadelo tá de volta
    no puro ódio cheio de revolta
    vou te apresentar o que você não conhece
    anote tudo vê se não esquece
    você verá que não deixei me envolver
    pra sobreviver por aqui tem que ser
    mesmo no inferno é bom saber com quem se anda
    senão embaça vira desanda
    vejo vários irmão tomando back
    o barato é feio bem pior que o crack
    quiaca todo dia cabo branco na mão
    encontrar a morte é 1 2 ladrão
    mais um pilantra foi sentenciado
    sua pena: morrer esfaqueado
    cadeia é foda não tem comédia
    o clima é de tensão maldade inveja
    a destruição mora nesse lugar
    e mesmo assim não deixei me levar
    subi chegar na humildade e pá
    faça o contrário caro pode te custar
    obrigado Deus por me guiar
    só em ti tenho forças pra lutar

     

    descobri que alem de ser um anjo
    (oitavo anjo)
    eu tenho cinco inimigos…

     

    Irmão de atitudes moram comigo
    podes são manos de estilo
    zé carneiro doidera até os ossos
    patrão de renome vários sócios
    facínoras contaminados pelo ódio
    rejeição abandono é óbvio
    estar em cana é embaçado oh tio
    quem nunca esteve não ta ligado
    uns querem te ajudar outros de afundar
    jogue o dado em quem confiar
    quem é quem difícil saber
    só mesmo deus pra te proteger
    fulano entra aqui pede licença até o pro boi
    chega devagar se vacila já foi
    maluquinho primário é cruel
    sentirá o gosto amargo do fel
    as grades te fazem chorar
    a saudade na direta vem te visitar
    é difícil ter titio a mente sã Carandirú
    detenção pior que o Vietnã
    um cristão me ligou pra me dar uma ideia
    disse pra mim que Jesus ta a minha espera
    disse também pra eu mudar de vida
    não me leve a mau eu não me escondo atrás da bíblia
    sou quem sou assim sigo em frente
    deus está comigo não preciso virar crente
    nada contra quem é na fé
    mas tem canalha que se esconde né
    muitas coisas aprendi
    várias fitas erradas na prisão eu vi
    injustiças aqui humilhação ali
    cadáveres sangrando perto de mim
    obrigado meu deus por me guiar
    só em ti tenho forças pra lutar

     

    descobri que além de ser um anjo
    Assim que tem que ser oitavo anjo
    eu tenho cinco inimigos…

     

    Cadeia um cômodo do inferno
    seja no outono no inverno
    sem anistia todo dia é foda
    cadeia ai maluco tô fora
    continuar no crime não tô afim
    não quero mais essa vida pra mim
    num pássaro voando enxerguei minha verdade
    compreendi o valor da liberdade
    portanto na paz sigo sempre mais
    pena que esta ideia pra você tanta faz
    escuta lá ou não qual a diferença
    representei não tive recompensa
    se conselho fosse bom não se dava
    luz pra cego que piada
    ei mano dê nos ouvidos
    não seja você mesmo seu próprio inimigo
    eu termino por aqui espero que me entenda
    pra que depois não se arrependa
    é tudo no seu nome decide ai
    escolha seu caminho o exemplo ta aqui
    obrigado meu Deus por me guiar
    só em ti tenho forças pra lutar

     

    Descobri que além de ser um anjo
    (oitavo anjo, paz)
    eu tenho cinco inimigos

  • Abençoado Por DeusVer Letra
  • Abençoado Por Deus
    Letra

    Foi numa noite de frio, que eu te encontrei com o coração vazio filho,
    Perdido e sem rumo, sem prumo e sem direção,
    Sem um mínimo de percepção, sem saber pra quem estender a mão.
    E uma manada de lobo na rua te cercando, pronta pro bote pra te pegar,
    E a morte em caminhada que veio naquela calada na sede pronta pra matar.
    Passou, no Nome que tem Poder pra te livrar,
    Passou, pelo sangue de Jesus que veio te salvar.

     

    Eu sempre ouvi, uns aqui, e ali, dizerem que,
    Você se perdeu se corrompeu pro inimigo e que,
    Pra ti não existe mais solução e que sua família lavou a mão.
    Foi numa noite de frio…

     

    Senhor, nesse momento me coloco em sua presença,
    Meu coração cheio de mágoa pede clemência,
    Já não suporto mais tanta tristeza,
    Sentimento opaco, fraco, cheio de frieza.
    Sem a certeza de um futuro melhor,
    Quanto mais falo de união, mais me vejo só,
    Bem pior é ver ao meu redor os parceiros,
    Alimentando ódio e maldade o tempo inteiro.
    Por dinheiro, status, ego, vaidade,
    Vejo os manos se matando semeando a rivalidade,
    Relativa é a paz no mundo que eu vivo,
    Num minuto vira tudo sem qualquer motivo.
    O mal arrasta, afasta, fere e causa a dor,
    Quem não tem mero amigo hoje já não vê mais valor,
    Em lealdade, honestidade,
    Sinceridade, amizade de verdade.
    Já não se sabe mais quem é quem,
    Decepção com ser humano é o que mais se tem,
    Você ali acreditando que o fulano é firmeza,
    Sangue do seu sangue, sincero sem fraqueza.
    Que não mede seu valor pelo que você tem,
    É nois que tá tamo junto, não tem pra ninguém,
    Conversa bem, mais a mixa caiu,
    Falsário, interesseiro, classifica seu perfil hostil.
    São várias fitas, mil caras, mil bocas,
    Mil modos, mil jeitos, mil maneiras loucas de ser,
    Lamento ver, amor próprio não existe,
    Saber que as pessoas podem ser assim é triste.
    Amargas, rancorosas, fracas mentalmente,
    Sem fé nem futuro consequentemente,
    Senhor, por favor, abençoe a minha gente,
    E ilumine suas vidas espiritualmente…

     

    Foi numa noite de frio, que eu te encontrei com o coração vazio filho,
    Perdido e sem rumo, sem prumo e sem direção,
    Sem um mínimo de percepção, sem saber pra quem estender a mão.
    E uma manada de lobo na rua te cercando, pronta pro bote pra te pegar,
    E a morte em caminhada que veio naquela calada na sede pronta pra matar.

     

    Se pá é o fim, e eu to cheio de ver, os irmãozinhos se perder,
    Sozinho no “rolê”, sem freio no meio da vida porque,
    Parece que nem querem nem saber o quê eu tenho a dizer,
    Mas a gente continua Dexter…

     

    Por natureza eu sou um cara preocupado com as pessoas,
    Pro mundo desejo paz, coisas boas,
    Que minha música ensine as crianças a pensarem,
    Saberem que o caminho é estudar e se formarem.
    E darem, orgulho aos seus pais, serem felizes,
    Fazer valer a pena apesar das cicatrizes,
    Que ao longo do tempo se farão presente,
    Ganhar e perder, lição que a gente aprende.
    Descobre que o amor, pode vencer o mal,
    E que ter humildade é fundamental,
    Errar não é o fim, diz pra mim, quem não erra,
    Jesus foi o único perfeito na terra.
    Mas reconhecer o erro sim, é sabedoria,
    É transformar a dor em ritmo e poesia,
    É Crescer e ser digno de conceito,
    Merecedor de um qualificado respeito.
    É desse jeito, quais são os verdadeiros valores?
    Viver em harmonia ou num mundo de horrores?
    Chega de flores jogadas ao vento por nada,
    A fé sem obras é morta e sepultada…
    …Deus meu, ao mesmo tempo que sofro, sou muito feliz, feliz por saber que sou abençoado pelo Senhor todos os dias, através da minha esposa, da minha família, meus amigos, meu dom. Muito obrigado Deus, jamais vou esquecer daquela noite que o Senhor me visitou e falou verdadeiramente ao meu coração, falou comigo de uma forma especial, de uma forma que somente um pai que ama seu filho pode falar. Obrigado Senhor!

     

    Foi numa noite de frio…

  • Liberdade Sonhada / Vem Me ProcurarVer Letra
  • Liberdade Sonhada / Vem Me Procurar
    Letra

    A lua
    Carregando as andorinhas vem me dizer liberdade
    E me invade a tremenda vontade de gritar
    Vivendo atrás das grades
    Meu amor pode me esquecer

     

    O vento sopra meus olhos na janela
    Passageiros esperam na linha do metrô
    Minha única visão não há mais coração
    Me desfaço em pedaços
    Quero um doce de coco

     

    Na visita de domingo
    Um cigarro para não ficar dormindo
    Meu amor eu vou indo embora do teu coração

     

    Do lado de cá
    Fico até escurecer
    Vendo o sol cair no quadrangular, meu amor é do lado de cá

  • Clic ClecVer Letra
  • Clic Clec
    Letra

    Na minha retina, os tempos passados e o presente
    Só tem miséria, fome, governo incompetente
    Criança desnutrida, revolta sem escola
    Tudo soldado do sistema, sociedade aa
    País desgovernado, máfia implantada
    Homem de gravata covarde, corrupto
    É, é assim que é, um poço sem sentido
    O homem quer passar até por cima da lei de Cristo
    Pais sem fé, é assim que é
    Na minha retina o futuro é quase que incerto
    Nos amamos nosso país, a nossa pátria
    Mas quem governa aa
    Na minha retina já, já existem várias falhas
    É o fim, é a gama, é o registro, é assim
    Papel vai, papel vem, o governo fode o povo
    O seu olhar tem na minha retina
    Clic, clic clec ninguém se mexe
    Firmeza Thaíde, firmeza Dexter
    Ai ninguém se mexe, firmeza total ai brother
    Zona sul

     

    Clic clec nem se mexe
    Novamente a história se repete, Jão
    Clic clec nem se mexe
    Só você pode mudar essa situação

     

    Clic clec nem se mexe
    Novamente a história se repete
    E eu ouço gritos, choros, lamentações
    Por todos os lados vinham as multidões
    No meio dessa guerra sou apenas mais um
    Rimando redundância cada um por cada um
    Tentando se salvar, pro bicho não pegar
    Não pensa faz coisa errada, só pra se complicar
    Cai lá dentro mais um sofrimento
    Aprendo uma pá de besteira de coisa do arrebento
    Mas a sorte acaba, surpresa desagradável
    Foi achado no buraco, cheiro insuportável
    Morreu mais uma vítima do país da fome
    Vida curta nem deu tempo de fazer um nome
    No desespero a molecada cai no crime
    A situação de miséria é quem define
    Vontade de cada um pra sobreviver
    Num lugar que pra muitos não tem muito o que fazer
    A não ser bater de frente com o sistema e tal
    Politico, jurídico, militar, criminal
    Guerreiro com guerreiro é sempre zigue zague
    Sobrevivência sempre é matéria em destaque

     

    E quando pergunto pra que,
    Que serve tanto destaque assim
    Fica falando, fica reclamando a vida é assim, enfim
    Pra resumir muito bem, cuidado com as armadilhas que a vida tem
    Enquanto você fica ai pensando se aprende ou não
    Sua pele ainda continuar nessa situação

     

    Clic clec nem se mexe
    Novamente a história se repete, Jão
    Clic clec nem se mexe
    Só você pode mudar essa situação (2x)

     

    Uh tô na pista , Uh tô na favela
    Clic clec ninguém se mexe
    Nos quatro cantos do mundo
    Todos os reis morreram
    Só um ressuscitou
    Clic clec ninguém se mexe
    Clic clec nem se mexe
    Novamente a história se repete
    E sem final feliz sou eu quem falo eis me aqui
    E vim pra te dizer que querer ser é se iludir
    Quem sou eu? O mano que viveu
    Mas te digo ó meu, a pena não valeu
    Veja bem o crime tem seus atrativos sim
    Mas o fim pode não ser tão atraente assim
    O bangue é louco mais louco do que você pensa
    E não demora muito tempo pra perceber que não compensa
    Ganhando, suave, lindo, elegante
    Mas depois na cena triste o prejuízo é gigante
    Se sobrou um qualquer subiu lá pro gravata
    Meus pêsames você perdeu o ouro e a prata
    Veste sua calça, seu jaleco e fica ali
    Vai descer pro RO pega a fila, vamo ai
    A partir de agora se tornou só mais um réu
    Um número a mais registrado no papel
    Respeitado entre os manos talvez, pode até ser
    Você colhe o que planta, o ditado faz valer
    Vão exigir de você disciplina, educação, regras,
    Leis do campo de concentração, então tá preparado Jão
    Pense bem, e não se esqueça da sua família que sofre também
    Quem tem, tem. Quem não tem passa mal ao extremo
    São horas de viagem cansaço, veneno
    E porta de cadeia só buchicho irmão
    Maus-tratos é papo, só humilhação
    Só sofrimento constante por tempo indeterminado
    Essa é a cota de qualquer condenado
    Mas não precisa ser assim só depende de você
    O que tá em jogo meu truta, é viver ou morrer

     

    Clic clec nem se mexe
    Viver ou morrer
    Novamente a história se repete, Jão
    Clic clec nem se mexe
    Só você pode mudar essa situação

     

    Clic clec nem se mexe
    Novamente a história se repete, Jão
    Clic clec nem se mexe
    E só você pode mudar essa situação.

  • Tô de VoltaVer Letra
  • Tô de Volta
    Letra

    Eis que as coisas velhas se passaram, e tudo se fez novo…

     

     

    Então, preste atenção irmão e ouça a minha voz
    Deus é nossa luz maior, não estamos sós
    Sem dó e sem dor, demorou pra abalar
    O microfone é minha arma, eu to de volta, to no ar

     

     

    O rap é a linha de frente, dessa guerrilha
    E-D-I-R-O-C-K, eu to na trilha,
    Família, é nosso alicerce na jornada
    Sem ela vagabundo, seu mundo não é nada

     

     

    E pra rapaziada mais jovem que colou
    “Liga os loucos do rap que o Dexter não parou”
    Eis aqui um lutador, preto, um rimador
    Diretor romântico de um filme de terror

     

     

    Narrador das histórias que acontecem ao redor
    Favela,droga, crime, vários B.O.
    Porém do outro lado da moeda eu canto a paz
    Canto a alto-estima dos meus manos e muito mais

     

     

    Canto a amizade, o amor, a alegria
    Canto sobre um Deus que me abençoa todo dia
    Meu guia, um Deus vivo e fiel
    Que na cova dos leões protegeu Daniel

     

     

    2011, Um ano de vitória pra nós
    Um ano simplesmente de tristeza pro meu algoz
    Meu alvará de soltura cantou
    Demorou, mas chegou, liberdade nego!

     

     

    Foram 13 anos, canos de muito tormento
    De bonde, rebelião, sofrimento
    Saudade, coragem, indignação
    Lágrimas, ódio, fotos, inclusão

     

     

    Chaves da prisão pra mim, mas pra quem ficou
    Um salve de paz, muita fé, muito amor
    Não deixe de sonhar, de lutar guerreiro
    Sua vitória depende de você parceiro

     

     

    A liberdade jamais será dada pelo opressor
    O oprimido que tem que conquista-la, morô?
    Acreditar, confiar a nunca desistir
    Essa etapa eu venci, e hoje eu to aqui

     

     

    Aprendi a não ignorar o pior
    Consegui do difícil aprendizado o melhor
    A minha missão no mundão recomeçou
    Eu to no verde a solta, obrigado Senhor!

  • Liberdade Não Tem PreçoVer Letra
  • Liberdade Não Tem Preço
    Letra

    Cara liberdade não tem preço
    Atrás das grades, não é endereço
    É o fim da vida pelo avesso
    Vejo o meio e o começo
    Só me basta um arremesso
    Um tropeço é adereço pela vida
    E pelo apreço, eu mereço

     
    Lindo, lindo é estar com meus irmãos no mundão
    Firmão na missão em liberdade negão
    Podendo ver o sol nascer de um jeito diferente
    Sem alambrado, muralha, algemas e correntes
    Já foi o tempo, um passado sem futuro, chegou ao fim
    Agora é só adianto meu mano, vai por mim
    Ó nóis ai na batalha na fé, na correria
    Na guerrilha, abençoado por Deus todo dia
    Quem canta os males espanta é só confiar
    Então deixa cair demoro de cantar
    Subi nos palcos da vida de roupa preta e bombeta
    Nois é zica moleque, vida loka, muita treta
    Que faz o chão tremer e e audiência subir EDI tamô ai
    É nois aqui ou ali qualquer lugar nóis encosta
    Faz dobrar a aposta pra quem julgou e não acreditou
    Eis a resposta

     

    A vida no campo minado, é foda,
    Tem que ser ligeiro pra poder vencer
    Correr atrás sempre mais jamais esquecer
    Quem é você, de onde veio pra onde vai
    Perseverança e oração nunca é demais
    O crack tá ai, os botas pretas tão ai
    O invejoso também ta, querendo te destruir
    Preste atenção onde você pisa pra não se machucar
    A liberdade não tem preço e nunca terá

     

    Cara liberdade não tem preço
    Atrás das grades, não é endereço
    É o fim da vida pelo avesso
    Vejo o meio e o começo
    Só me basta um arremesso
    Um tropeço é adereço pela vida
    E pelo apreço, eu mereço

     

    Cara liberdade não tem preço, cê falou pra mim
    O que é ser preso numa jaula feito um ‘passarim’
    O que é passar o carnaval sem tocar tamborim
    O que é ruim mó veneno se me disse assim

     

    Muito obrigado nas idéias tava precisando
    Suas palavras revigoram minha esperança mano
    Sou seu parceiro, seu irmão seu, aliado
    No que cê precisar pode pá nóis é lado a lado

     

    No tempo dos escravos em meio a ditadura
    Por dentro da favela, no piso da cela escura
    A essa altura do torneio cê é finalista
    Tenho o orgulho por você não está mais na lista
    O palco é nossa pista que solta até faísca
    Só sobe quem arrisca mil e um negros a vista
    Capa revista, um tapa, uma entrevista
    São vários kamikazes, várias lajes, vários analista

     

    Cara liberdade não tem preço
    Atrás das grades, não é endereço
    É o fim da vida pelo avesso
    Vejo o meio e o começo
    Só me basta um arremesso
    Um tropeço é adereço pela vida
    E pelo apreço, eu mereço (2x)

  • That’s My WayVer Letra
  • That’s My Way
    Letra

    (Edi Rock)
    Pelo chão, pelo amor, pelo sangue, pela cor
    Fidelidade, lealdade, em nome do senhor
    A minha amada, à minha família e ao nove de julho
    Que me mostrou a importância de eu ta no bagulho
    A gente atira no escuro, não escuta ninguem
    Não adianta o sermão e a tempestade que vem
    Não sei se tem, alguma coisa a ver com o destino
    Mas os problemas são “B.O”, desde de pequenino
    O rap é hino pra mim, já estava escrito “neguin”
    O baianinho assim, que anda perto do fim
    Sim! A nossa escola sempre é cara
    O tempo é rei, isso eu sei, o relógio não para
    Cara, a ferida sara mas na alma não tem cura
    Na sua arrogância ou na sua humildade pura
    Se segura, o que eu te ofereço é muito bom
    É força e poder, dom, através do som
    Eu digo, cada degrau a gente aprende a sofrer
    Viver, morrer, sorrir e a chorar
    Chorar pelo passado, pagar pelos pecados
    Contando cada sombra no seu sonho atormentado
    Acorrentado sei lá, drogado “se pá”
    Enfraquecido, injustiçado, se afogando no mar
    Eu tô lá, lado a lado com a fé no coração
    Nem que pra isso eu amanheça dormindo no chão, meu irmão!

     

    (Seu Jorge)
    That’s my way and I go
    Esse é meu caminho e nele eu vou!
    Eu gosto de pensar que a luz do sol vai iluminar o meu amanhecer
    Mas se na manhã o sol não surgir
    Por trás da nuvens cinzas tudo vai mudar
    A chuva passará e o tempo vai abrir
    A luz de um novo dia sempre vai estar

     

    Pra clarear você
    Pra iluminar você
    Pra proteger
    Pra inspirar e alimentar você (2x)

     
    (Edi Rock)
    A revolução se aproxima, se prepare!
    Pegue suas armas, marche, apache e nunca pare
    Encare a guerra de frente, mesmo sendo ruim
    Somos soldados e sobreviventes, sempre, até o fim!
    Olhe pra mim e veja o quanto eu andei
    Envelheci, eis-me aqui, nunca abandonei
    Não quero ser um rei, não quero ser um Zé
    Só quero minha moeda, e a minha de fé
    Axé, comigo na fé, bandido
    O gueto sempre tem na frente o inimigo
    A polícia é racista, mais do que ninguém
    A favela entre o céu, e o inferno, Jerusalém
    Lamenta, aguenta, enfrenta a batalha
    Violenta, é a vida, no fio da navalha
    A falha mundial, espiritual e um fuzil
    É um texto, dantesco, de Shakespeare “titio”
    Você já viu sangue e pobreza demais
    Qual o valor verdadeiro pra se encontrar a paz?
    Será que é fugir? Será que é se esconder?
    Ou será, que é lutar, trabalhar, e depois morrer?
    Pode crer, veja você, vários limites
    Na disposição, situação e no apetite
    Acredite que você pode chegar no fim do arco-íris
    E um pote de ouro encontrar…

     

    (Seu Jorge)
    That’s my way and I go
    Esse é meu caminho e nele eu vou!
    Eu gosto de pensar que a luz do sol vai iluminar o meu amanhecer
    Mas se na manhã o sol não surgir
    Por trás das nuvens cinzas tudo vai mudar
    A chuva passará e o tempo vai abrir
    A luz de um novo dia sempre vai estar

     

    Pra clarear você
    Pra iluminar você
    Pra proteger
    Pra inspirar e alimentar você (2x)

  • Bem Vindo a MadrugadaVer Letra
  • Bem Vindo a Madrugada
    Letra

    Bem vindo a madrugada, a noite tem a minha cor
    Fica ligeiro com as ciladas, vivendo a vida com amor

     

    Bem vindo a madrugada, a noite tem a minha cor
    Fica ligeiro com as ciladas, vivendo a vida com amor

     

    Depois que a noite chega
    É aquilo né, só loucura
    Luxúria, diversão e a fé
    Fé de voltar no dia seguinte,
    Fé pra não ser um refém dos convites
    A mãe preocupada, de joelhos no chão,
    Roga à Deus pelo filho, roga proteção

     

    O carro importado, do boy, supera o meu
    Mas o respeito da favela ele não tem, ninguém deu
    A lei do puro ódio promove o terror
    A farda cinza persegue a minha cor
    A meretriz que se diz necessitada
    Sonha com riqueza, viagens, baladas,
    Ganância aliada da ambição
    A necessidade virô ostentação
    Agora o que ela quer vai além
    Casa com piscina e um jaguar também
    Fazê o que, né?
    Se ela quer, tem direito
    Quem somos nós pra falar de defeito

     

    As luzes da cidade iluminam a estrada
    Tâmo no pião, bem vindo a madrugada!
    A noite é atraente, seduz ao extremo
    Mas também é serpente, destila veneno
    Os buchichos que estressa que ataca a neurose
    __ E aê delícia, me paga uma dose?

     

    Se o resgate não chega a tempo
    O otário vai perder todo o seu pagamento
    A noite é fascinante, mas tome cuidado

     

    Bem vindo a madrugada, a noite tem a minha cor
    Fica ligeiro com as ciladas, vivendo a vida com amor

     

    Bem vindo a madrugada, a noite tem a minha cor
    Fica ligeiro com as ciladas, vivendo a vida com amor

     

    Uma tiazinha, sozinha na mesa, se embriaga, se acaba em copos de cerveja
    De coração ferido, não se importa com nada
    Andarilha da neblina, se alheia à madrugada
    Saiu de casa à procura de alguém
    Solidão não, não faz bem a ninguém
    Seu desejo era encontrar um amor, seu desejo é ganhar uma flor
    Seja como for
    Por uma noite ou uma vida, uma eternidade ou até a despedida
    Ela só precisa saber que é amada, notada, desejada e mais nada
    Várias histórias ao redor da Aparecida
    Pessoas frustadas, infeliz da vida

     

    Um pivete de 14 com uma arma na mão
    Se dizendo o ladrão, mete marra de cão
    Diz que faz e acontece
    Que é dedo nervoso, que vai fritar o pai se encontrá-lo de novo
    __ Meu pai me abandonou quando eu era pequeno. Foi embora, sumiu, me deixou no veneno!

     

    O barato tá loco
    É só ódio, vingança, o mau adotou mais uma criança
    Inferno, céu e nós, ele aqui no meio
    Num mundo selvagem frio e traiçoeiro

     

    Me sinto fraco, um próprio fracasso
    Me dá uma revolta, nem sei o que faço
    A noite é fascinante, mas tome cuidado

     

    (Para, parararara…)

     

    Bem vindo a madrugada, a noite tem a minha cor
    Fica ligeiro com as ciladas, vivendo a vida com amor

     

    Bem vindo a madrugada, a noite tem a minha cor
    Fica ligeiro com as ciladas, vivendo a vida com amor
    Assim que tem que ser
    Firmeza total
    Bem vindo a madrugada

     

    A madrugada, a noite tem a minha cor
    Fica ligeiro com as ciladas, vivendo a vida com amor

     

    Bem vindo a madrugada, a noite tem a minha cor
    Fica ligeiro com as ciladas, vivendo a vida com amor

     

    Assim que tem que ser!

  • Um Dia um AdeusVer Letra
  • Um Dia um Adeus
    Letra

    Só você pra dar
    A minha vida direção
    O tom, a cor
    Me fez voltar a ver a luz
    Estrela no deserto a me guiar
    Farol no mar, da incerteza…

     

    Um dia um adeus
    E eu indo embora
    Quanta loucura
    Por tão pouca aventura…

     

    Agora entendo
    Que andei perdido
    O que é que eu faço
    Pra você me perdoar…

     

    Ah! que bom seria
    Se eu pudesse te abraçar
    Beijar, sentir
    Como a primeira vez
    Te dá o carinho
    Que você merece ter
    E eu sei te amar
    Como ninguém mais…

     

    Ninguém mais
    Como ninguém
    Jamais te amou
    Ninguém jamais te amou
    Te amou…

     

    Ninguém mais
    Como ninguém
    Jamais te amou
    Ninguém jamais te amou
    Como eu, como eu…

  • Saudades MilVer Letra
  • Saudades Mil
    Letra

    Alô, alô, amiga, como vai você?
    Senti saudade resolvi te escrever
    Espero que essa carta te encontre numa legal
    com saudade, harmonia e tal
    Eu to por aqui, na fé, na paz
    Na correria, adiantos e mais
    Fazem dois anos que agente não se vê
    vire e mexe, penso em você
    Me lembro das festa que agente fazia
    saia as 10 da noite e só voltava no outro dia
    Mó barato, só alegria, lembra, qualquer lugar agente ia
    Sempre fui considerado, você também
    lembra da Simone? Da Nenem?
    Aquelas minas são problema
    zuera de montão, zuera a noite inteira
    Natal de 97 passei na sua casa
    Muita treta, vários amigos na parada
    sua irma estava linda aquele dia
    Adriana que gata Ave Maria
    Fui dahora, natal cabuloso
    daria o que tenho pra viver tudo de novo
    mas ae me esqueci perdi tudo
    dei tiro no escuro amigo e perdi tudo
    Até aquela mina que dizia me ama
    me esqueceu depois que vim pra ca
    É foda, a vida é assim mesmo
    nem tudo é do jeito, do modo que queremos
    infelizmente retrocede não da mais
    bola pra frente é assim que se faz
    Jorje canto que o Charles ia volta
    e como Charles eu também acredita
    com esse dia não para de sonha
    eu quero ver,o morro todo feliz e pá

    Velha camarada, obrigada pela carta, que saudade preta rara, quero viver
    De cabeça erguida, logo vou sair pra vida, qualquer dia, eu vou te ver (2x)

    Eu recebi a carta que você mando
    fique desnorteado ai, abalo
    não acredito que matarão seu marido
    o Amarildo era meu amigo
    Sempre chegou comigo em varias fitas
    é difícil entender as surpresas da vida
    Ontem tudo bem com a família inteira
    Hoje um a menos parece brincadeira
    Meu aliado respeitado no crime
    A inveja é uma merda conheço esse filme
    Peço a Deus que você estejam bem
    e que meu truta esteja em paz, aleluia, amem
    ai amiga, hoje eu não to legal
    afetaram meu lado espiritual
    vi um maluquinho me olhando diferente
    com a maldade nos olhos intende?
    A cabrerajem tomo conta de mim
    eu to esperto, ligeiro enfim
    quero saber o por que daquele olhar
    eu to na dele ae, vô enquadra
    o que ele quiser comigo eu quero em dobro
    to no veneno, to disposto
    aqui nessa porra é assim
    o demônio te atenta, planeja seu fim
    que Deus me proteja, espero que não seja nada
    mas se for, topo qualquer parada
    ai amiga este lugar… é o inferno
    – Ae Dexter, caiu mais um no patio Interno
    Vive na paz é oque quero
    mas não aquela paz fria de um cemitério
    Lampadas para os meus pés é a palavra de Deus
    Senhor, proteja esse filho seu
    Jorje canto que o Charles ia volta
    e como Charles eu também acredita
    com esse dia não para de sonha
    Serei um vencedor, pode aposta
    Fim de cigarro, e cigarro lembrança nos olhos embaça
    a liberdade, dignidade são conquistadas na marra
    e a saudade invade na velocidade do tempo que passa
    eae, pode crer, um dia vou estar com você

    Velha camarada, obrigada pela carta, que saudade preta rara, quero viver
    De cabeça erguida, logo vou sair pra vida, qualquer dia, eu vou te ver (2x)

    Amiga, to com saudade da quebrada
    na próxima carta me fale da rapaziada
    como vai o Romildo e o Marquinhos?
    Robson? O Edberto e o Zinho? Ae…
    pede pra eles me escreverem
    diga que liguei, pra não esquecerem
    que o cuidado é necessário
    hoje em dia o mundão, ta cheio de otários
    não pensam duas vezes pra puxar o cão
    ai já era sobre mais um irmão
    sai, é arriscado demais
    a pedra ta em alta derrubou a paz
    nóis nas esquinas, provocam medo
    no nosso tempo não era desse jeito
    ai amiga filme triste de vê
    violência, marca registrada, o que faze?
    No escadão se escutam vários tiros
    e logo em seguida a mãe que chora por seu filho
    Roberto que Deus o tenha mano
    quem me contou a fita, foi o Luciano
    ele também ta por aqui
    me disse que na vila agora ta assim
    quem sabe quando eu sai
    tudo já esteja bem melhor por ae
    quem sabe os irmão um dia compreedam
    que o crime e as drogas não passam de doenças
    é só cadeia, velório destruição
    tristezas em família só decepção
    é necessário corrigir a postura
    amor, justiça é a cura
    bem, acho que já falei demais
    na próxima te escrevo mais
    amiga minha, lembranças a todo
    fiquem na fé, to orando por todos
    vê se não demora pra me responder
    to com saudades de você

    Velha camarada, obrigada pela carta, que saudade preta rara, quero viver
    De cabeça erguida, logo vou sair pra vida, qualquer dia, eu vou te ver (2x)

  • Eu Amo VocêVer Letra
  • Eu Amo Você
    Letra

    (Terra preta)
    Como faz falta o abraço amigo
    E a palavra de um irmão
    Só percebemos quando estamos sozinhos numa cela
    E as horas passam provando
    Que nossa vida é feita escolhas
    Nos afogamos nesse mar de ambições
    Meu objetivo era sorrir
    Mas infelizmente também fiz alguém chorar
    Pra garantir meus os 15 minutos de poder
    Eu virei as costas pra você
    E não percebi a vida que deixei pra trás
    Vou compensar todo sofrimento que causei, quando voltar
    Farei o possível pra colocar de vez as coisas no lugar
    E te prometo que não vou decepcionar
    Quando sair
    Garanto não ser mais insensato, imaturo, eu te juro
    Que a minha volta vai te trazer muito orgulho

     

     

    (Dexter)
    Desde quando nasci
    Deus escreveu que eu seria seu
    Legitimou suas orações e te atendeu
    Me tirou de outros braços e me deu pra você
    Reconhecendo quem fez por merecer
    O céu se iluminou com seu sorriso quando cheguei
    Com lágrimas nos olhos me dizia que eu seria seu rei
    Seu príncipe, quem sabe seu herdeiro na fé
    Aquele que por amor é submisso a uma mulher
    Obedecendo aos mandamentos do pai e mais
    Leis celestiais, alicerce que não cai
    Nem se apaga na estrada da vida mal-vivida
    Um labirinto infinito sem saída
    Quantas noites sem dormir e eu pensando em você
    Pedindo a Deus pra não deixar o seu amor por mim morrer
    Quero voltar e encontrar o mesmo sentimento
    Ter a chance de pedir perdão
    Pelo sofrimento que te fiz passar
    Às vezes que te fiz chorar
    Pela minha inconsequência e por não pensar
    Em você, só em mim e meus motivos
    Coisas fúteis demais, desleais sem sentido
    Segui meus planos e sonhos
    Foi as escolha que fiz
    Sai de casa sem saber que seria infeliz (ham)
    Se eu soubesse não teria sido assim
    Consequências da vida, ore por mim

     

     

    Eu virei as costas pra você
    E não percebi a vida que deixei pra trás
    Vou compensar todo sofrimento que causei, quando voltar
    Farei o possível pra colocar de vez as coisas no lugar
    E te prometo que não vou decepcionar
    Quando sair
    Garanto não ser mais insensato, imaturo, eu te juro
    Que minha volta vai te trazer muito orgulho

     

     

    (Dexter)
    Depois de anos passados reencontrei você
    O desgosto em seu rosto me fez envelhecer também
    Muito além do que se possa imaginar
    Ver a dor de quem amamos é capaz de matar
    Eu sei bem como é, se perde a fé, as reações
    Gela o sangue, a alma chora, em meio as lamentações
    No coração tribulação, um aperto constante
    Difícil é uma pedra qualquer ser um diamante
    Se deparou com um homem frio
    Indiferente, gelado
    Um homem aparentemente derrotado, aniquilado
    Cansado, de espírito pesado
    Um ser humano visivelmente amargurado
    Enquanto conversávamos as magoas passavam
    Eu querendo que você ficasse mais, as horas voavam
    Como num piscar de olhos rapidamente
    Batendo asas como um beija flor incansavelmente
    Um beijo, um abraço carinhoso e você se foi
    Na despedida eu chorei, mas você se foi
    Porém deixando em meu peito uma mudança
    E através do seu amor muita esperança
    Daquele dia em diante resolvi mudar
    Percebi que valeria a pena te mostrar
    Que suas palavras só me fizeram crescer
    Mãe, muito obrigado. Eu amo você!

     

     

    Meu objetivo era sorrir
    Mas infelizmente também fiz alguém chorar
    Pra garantir os meus 15 minutos de poder
    Eu virei as costas pra você
    E não percebi a vida que deixei pra trás
    Vou compensar todo sofrimento que causei, quando voltar
    Farei o possível pra colocar de vez as coisas no lugar
    E te prometo que não vou decepcionar
    Quando sair
    Garanto não ser mais insensato, imaturo, eu te juro
    Que minha volta vai te trazer muito orgulho.

  • Eu Sô FunçãoVer Letra
  • Eu Sô Função
    Letra

    Sô função, pra quem não tá ligado me apresento
    e as ruas represento
    Dá licença aqui pra eu chegar nesse balanço
    É quente negrão a idéia que eu te lanço
    Estilo original de bombeta branca e vinho
    Vai, só não vai pra grupo com neguinho
    Ando gingando cuns braços pra trás
    Só falo na gíria e pros bico é demais
    Sô forgado afronto os gambé, sô polêmico
    Na favela o meu diploma acadêmico
    De tênis all star, de cabelo black
    Meu beck, a caixa e o bumbo e o clap
    Cresci ali envolvidão qua função
    Na sola do pé bate o meu coração
    Esse som é do bom, dá uns dois e viaja
    Nós somos negros não importa o que haja
    O ritmo é nosso trazido de lá
    Das ruas de terra sem luzes e pá
    O fascínio não morre ele só começô
    Das festa de preto que os boy não colô
    Sô o que sô vivo aquilo que falo
    Meu rap é do gueto e não é pros embalo
    Vagabundo, se for pra somar chega aí
    Paguei pra entrar e nunca mais vou sair
    Então vem que vem, dinheiro eu quero
    Uma linda mulher e um belo castelo
    Eu sô raiz mais cadê você
    A função e o funk jamais vão morrer…

     

    [Dexter]
    Muito amor, muito amor, pelo som pela cor
    A herança ta no sangue louvado seja Deus meu senhor
    Que me quis descendente de raiz
    Preto função sou sim, sou feliz
    Favelado legítimo escravo do rítmo
    Dos becos e vielas eu sô amigo íntimo
    Dexter o filho da música negra
    Exilado sim, preso não com certeza
    O rap me ensinou a ser quem eu sô
    E honra minha raça pelo preço que for
    Dos vida loka da história eu sô um a mais
    Que te faz ver a paz como sôro eficaz
    No gueto jaz, o inofensivo morreu
    Pela magia do funk renasceu o plebeu
    Aí fudeu, o monstro cresceu se criô
    Agora já era é lamentável doutor
    A guerra já não é tão mais fria assim
    Sô pelos função e a função é por mim
    Até o fim, “plim”, nossa luz contagia
    Assim como o sol, que clareia o dia
    E aquece o pivete que dorme na rua
    Que passou a madrugada em claro a luz da lua
    Se situa que o que ofereço é muito bom
    Força e poder dom através do som
    Negô, vem com nóis mais vem de coração
    Por paixão, por amor não pela emoção firmão
    Pra ser função tem que ser original
    Apresentando e tal mais um irmão leal

     

    [Mano Brown]
    Ser vida loka aqui está então pode saber
    Deixa as dama aproximar jão opa tamo aê
    Na arena mil juras de amor ao criador que nos guia
    Antes de nada mais para nóis muito bom dia
    Salve! só chegar meu irmão lêlê
    Por que não monstro? viva negro Dexter
    De vinte em vinte eu paguei duzentas flexão
    Calçando jeito de burlar a lei e a minha depressão
    Menino bom mas, pobre, feio, fraco, infeliz, só
    Se sentindo o pior vários monstro ao meu redor
    Com tambor de gás fiz mais cinqueta em jejum
    Ódio do mundo eu via em tudo, filme do platoon
    No café o açúcar com limão no abacate
    Puta eu olhei a blusa suja de colgate
    Se ser preto é assim ir pra escola pra quê?
    Se o meu instinto é ruim e eu não consigo aprender
    Esfregando calças velhas fiz a lista do tanque
    Era um barraco sim, mas meu castelo era funk
    Folha seca num vendaval, um inútil
    É morrer aos pouco eu me senti assim, tio
    Eis que um belo dia alguém mostrou pra mim
    Uma reunião tribal, James Brown e All Green , uau “sex
    Machine”
    O orgulho brotou, poder para o povo preto, que estale os tambor
    Veio as camisas de ciclistas, calça lee, fivelão
    Tênis farol white uou uou uou ladrão
    Às seis mil ano até pra plantar
    Os pretos dança todo mundo igual sem errar
    Agradencendo aos céus pela chuvas que cai
    Santo deus me fez funk, obrigado meu pai
    Nem por isso eu num… vou jogar filé mignon pras piranha
    O pierrô contra os play boy fuma maconha
    Não vejo nada, não vejo fita dominada
    Eu vejo os pretos sempre triste nos canto do mundão
    Então morô Jão, um dois um dois drão
    Aham aham, alma, mente sã, corpo são
    Dexter tem que está, com fé no senhor
    Tem que orar, tem que brigar, tem que lutar nego
    Ah meu bom juiz abra seu coração
    Se ouvir o que esse rap diz ia sentir o perdão
    Meu argumento é pobre, mas a missão nobre
    Mestrão irá saber reconhecer o homem bom
    Deixo aqui desde já, promessa de voltar
    É só querer,é só chamar que eu estarei lá
    Eis o doce veneno vivendo e vivão
    Um dia por vez, sem pressa, fui nessa negrão
    Sô função

  • Como Vai Seu MundoVer Letra
  • Como Vai Seu Mundo
    Letra

    ” Eu tenho andado tão sozinho ultimamente,
    Que nem vejo á minha frente,
    Nada que me dê prazer…”

     

    Acordei com vontade de saber como eu ia
    Como ia meu mundo, como ia minha vida .
    Agradeci á Deus por me presentar
    Com mais um dia pra viver, pra correr, guerrear.
    Lutar com humildade, em minha oração
    Pedi ao meu Senhor que me desse proteção
    Cadeia mundo cão irmão, nada é confiável
    Sem Deus no coração, sem chance, lamentável
    No pátio, os manos no peão circulando
    E na gaiola um fuça sentado cochilando
    Através das grades olhei pro céu azul
    Um pássaro voava do norte pro sul
    Me emocionei, pensei como é lindo a liberdade
    Lembrei das pessoas no centro da cidade
    Indo, vindo pra lá e pra cá
    Andando, correndo ansiosas pra chegar
    A molecada na Praça da Sé tudo igual
    Cotidiano rotineiro infelizmente natural
    2001 Zezé meu ultimo rolê no centrão
    Há… Ultimo negócio irmão, vai pra grupo não
    Orra tio, o barato é louco de verdade
    Cadeia lugar que você sente mó saudade
    Do mínimo que quando se tem não dá valor
    Tipo o quê? pisar na terra descalço morô?
    E sentir o gosto doce da felicidade
    Olhar pro horizonte, sorrir pra liberdade
    Assim como se fosse uma criança brincando
    Correndo contra o vento se desequilibrando
    Caindo, levantando superando seu limite
    Passo á passo na fé, na vontade, no apetite
    Acredite, assim que é vagabundo
    Pergunte á si mesmo irmão
    Como vai seu mundo.

     

    Eu queria ter na vida simplesmente
    Um lugar de mato verde, Pra plantar e pra colher
    Ter uma casinha branca de varanda
    Com quintal e uma janela
    Para ver o sol nascer.

     

    Nesse momento eu queria estar na igreja
    Orando, pedindo á Deus fortaleza
    Pra que ele me ajudasse á superar meus conflitos
    Pra que ele aliviasse meu espírito aflito
    O resultado do semi-aberto não vêm
    No final do ano eu quero indulto também
    Será que nesse natal eu vou pra rua
    Será que vou sair num peão a luz da lua
    Levar minha esposa, pra onde ela quiser
    Pra curtir até umas hora, sem miséria, o quanto der
    E na manhã seguinte estar á vontade
    Tomando um sol sem camisa na laje
    Bebendo um suco de manga bem gelado
    Ouvindo o disco do Jorge Ben bolado
    E uma pá de aliado trocando o mó prozeiro
    Chegando e saindo gente o dia inteiro
    Parceiro comemorando a vida de verdade
    E se chegar, demoro fica á vontade
    Mais liga a TV que o meu time vai jogar
    3×1, 4×1, um excelente placar
    É tudo uma questão de pensar positivo
    Você é do tamanho do seu sonho amigo
    Grades de ferro, chão de concreto
    Na prisão tudo é quadrado do piso até o teto
    É desanimante, é feio, é triste
    Rouba a sua brisa, só quem é resite
    E não desiste. persiste, enfrenta a batalha
    Violenta é a vida no fio da navalha
    Que o diga, o Tuco, o Boca, o Délinho,
    ……………….. o Eric o Age e o Maninho
    Sei lá, o mano se tiver como desista
    Melhor do que cadeia irmão
    É estar nas pistas, no morro, no asfalto, nos becos, nas vielas
    Juro amor eterno pois faço parte dela
    Sem limite, assim que é vagabundo
    Pergunte á si mesmo irmão,
    Como vai seu mundo.

     

    Eu queria ter na vida simplesmente
    Um lugar de mato verde,
    Pra plantar e pra colher
    Ter uma casinha branca de varanda
    Com quintal e uma janela
    Para ver o sol nascer.

     

    Eu queria ter na vida simplesmente
    Um lugar de mato verde,
    Pra plantar e pra colher
    Ter uma casinha branca de varanda
    Com quintal e uma janela
    Para ver o sol nascer.

  • Essa É Pra VocêVer Letra
  • Essa É Pra Você
    Letra

    A liberdade de alguém é o desejo de alguns
    Viver a paz em comum, contando os dias um a um [2x]
    Na alma a música, entre a terra, céu e o mar
    Não tenha duvidas, não tenha duvida

     

    Dá licença nessa casa e obrigado por me receber
    Essa é pra você mesmo sem te conhecer
    Uma humilde homenagem verdadeira e de coração
    Simples retribuição por tudo que você me fez
    Chegou minha vez de demonstrar a consideração
    Por você seja quem for sem acepção
    Mesmo distante esteve bem perto quando eu precisei
    Sua assistência foi vital, nunca recusei
    Valorizei cada palavra, cada momento
    E cada oração foi transmissão de pensamento
    Sustento espiritual, graças vindo do céu
    Me encorajando e diluindo o gosto amargo do féu

     

    Você diante do meu réu se reconheceu
    Compreendeu a intenção e me fortaleceu
    Falou de mim, dos meus sonhos, da filosofia
    Comprou CD, propagou a ideologia
    No dia a dia lutando pela paz da guerra
    Em meio aos campos asfaltos e ruas de terra
    Um guerrilheiro como foi Che Guevara
    O que Deus uniu o homem não separa
    É como o sol e o calor, o jardim e a flor
    Você e eu, a canção e o amor
    Só se for pra ser, como deve ser
    Mesmo sem te conhecer essa é pra você

     

    A liberdade de alguém é o desejo de alguns
    Viver a paz em comum, contando os dias um a um
    Na alma a música, entre a terra, céu e o mar
    Não tenha duvidas

     

    E foram dias e dias de esperança e agonia
    Travando lutas e lutas em busca de melhoria
    Alegria foi perceber que não tava sozinho
    Você correu comigo lado a lado, juntinho
    E percorremos uma caminhada longa até aqui
    Obrigado família, agradeço tudo que aprendi
    Hoje em liberdade só tenho a dizer
    Quem sou eu sem você? Nem me atrevo a responder

     

    Através do amor superei a adversidade
    Lágrimas regaram a semente de nossa amizade
    Que foi crescendo com o passar do tempo
    Treze anos arando a terra, o fruto é alimento
    Sangue e suor me levantaram do chão
    Transformei sofrimento lento, em oração
    Choro em sorriso, tristeza em alegria
    Descrença em fé me fortalecendo noite e dia
    Lição de vida traduzida e pá
    Num texto lindo e elegante, do amigo Chico Sal
    DuFerresa, Juvais, Tonio Buzzo, tanto faz
    São meus comparsas, cúmplices nessa guerra pela paz
    Tenho por eles e você muito carinho e respeito
    Juntos somos imbatíveis força que vem do gueto
    É desse jeito e sempre vai ser
    Mesmo sem te conhecer essa é pra você

     

    A liberdade de alguém é o desejo de alguns
    Viver a paz em comum, contando os dias um a um
    Na alma a música, entre a terra, céu e o mar
    Não tenha duvidas [2x]

     

    Liberdade, liberdade de alguém

    2009 - Dexter & Convidados (Ao Vivo)

  • Espírito LivreVer Letra
  • Espírito Livre
    Letra
  • Oitavo AnjoVer Letra
  • Oitavo Anjo
    Letra

    Acharam que eu estava derrotado
    quem achou estava errado
    eu voltei tô aqui
    se liga só irmão escuta ai
    ao contrário do que você queria
    to firmão to na correria
    sou guerreiro e não pago pra vacilar
    somos vaso ruim de quebrar
    oitavo anjo do apocalipse
    tenebroso como um eclipse
    é seu pesadelo tá de volta
    no puro ódio cheio de revolta
    vou te apresentar o que você não conhece
    anote tudo vê se não esquece
    você verá que não deixei me envolver
    pra sobreviver por aqui tem que ser
    mesmo no inferno é bom saber com quem se anda
    senão embaça vira desanda
    vejo vários irmão tomando back
    o barato é feio bem pior que o crack
    quiaca todo dia cabo branco na mão
    encontrar a morte é 1 2 ladrão
    mais um pilantra foi sentenciado
    sua pena: morrer esfaqueado
    cadeia é foda não tem comédia
    o clima é de tensão maldade inveja
    a destruição mora nesse lugar
    e mesmo assim não deixei me levar
    subi chegar na humildade e pá
    faça o contrário caro pode te custar
    obrigado Deus por me guiar
    só em ti tenho forças pra lutar

     

    descobri que alem de ser um anjo
    (oitavo anjo)
    eu tenho cinco inimigos…

     

    Irmão de atitudes moram comigo
    podes são manos de estilo
    zé carneiro doidera até os ossos
    patrão de renome vários sócios
    facínoras contaminados pelo ódio
    rejeição abandono é óbvio
    estar em cana é embaçado oh tio
    quem nunca esteve não ta ligado
    uns querem te ajudar outros de afundar
    jogue o dado em quem confiar
    quem é quem difícil saber
    só mesmo deus pra te proteger
    fulano entra aqui pede licença até o pro boi
    chega devagar se vacila já foi
    maluquinho primário é cruel
    sentirá o gosto amargo do fel
    as grades te fazem chorar
    a saudade na direta vem te visitar
    é difícil ter titio a mente sã Carandirú
    detenção pior que o Vietnã
    um cristão me ligou pra me dar uma ideia
    disse pra mim que Jesus ta a minha espera
    disse também pra eu mudar de vida
    não me leve a mau eu não me escondo atrás da bíblia
    sou quem sou assim sigo em frente
    deus está comigo não preciso virar crente
    nada contra quem é na fé
    mas tem canalha que se esconde né
    muitas coisas aprendi
    várias fitas erradas na prisão eu vi
    injustiças aqui humilhação ali
    cadáveres sangrando perto de mim
    obrigado meu deus por me guiar
    só em ti tenho forças pra lutar

     

    descobri que além de ser um anjo
    Assim que tem que ser oitavo anjo
    eu tenho cinco inimigos…

     

    Cadeia um cômodo do inferno
    seja no outono no inverno
    sem anistia todo dia é foda
    cadeia ai maluco tô fora
    continuar no crime não tô afim
    não quero mais essa vida pra mim
    num pássaro voando enxerguei minha verdade
    compreendi o valor da liberdade
    portanto na paz sigo sempre mais
    pena que esta ideia pra você tanta faz
    escuta lá ou não qual a diferença
    representei não tive recompensa
    se conselho fosse bom não se dava
    luz pra cego que piada
    ei mano dê nos ouvidos
    não seja você mesmo seu próprio inimigo
    eu termino por aqui espero que me entenda
    pra que depois não se arrependa
    é tudo no seu nome decide ai
    escolha seu caminho o exemplo ta aqui
    obrigado meu Deus por me guiar
    só em ti tenho forças pra lutar

     

    Descobri que além de ser um anjo
    (oitavo anjo, paz)
    eu tenho cinco inimigos

  • Uh Barato é LokoVer Letra
  • Uh Barato é Loko
    Letra

    Assim que tem que ser
    Uh barato é louco mesmo
    Assim que é rara
    Uh barato é louco mesmo

     

    Só cotidiano violento, veneno 100%
    Dexter na fúria, chegando pro arrebento
    Na disposição de shure na mão
    A rima é a munição, e o clima de tensão
    Destruição não, ascensão irmão
    É a cara então vem comigo, ladrão
    Mas venha na fé, você sabe como é
    É necessário ter atitude né,
    A intenção vai além, mano veja bem
    O nosso trem não espera por ninguém
    Esquadrão criminoso só mano apetitoso
    Time nervoso cartel cabuloso,
    Tipo Jordan jogando basquete,
    Tipo o DJ Lord fazendo scratch,
    Tipo o líder Malcom-X,
    Um dois um dois ai ninguém se mexe.

     

    E com vocês sem mais nem mesmos
    Meu parceiro Fernandinho BeatBox
    Chegando pra somar no ar
    Eu quero ouvir

     

    Eu vou dizer rara
    Vai lá, chamou
    Assim que tem que ser
    Talento nato
    Vai segurando então

     

    Sozinho que nada são vários na parada,
    Ai, tá em casa conheça a minha rapaziada,
    Te apresento, com todo o respeito
    Não tenha medo aqui é desse jeito,
    Se no Carandiru tinha o 509,
    Na zona norte tem KLG e Edi rock,
    Pra somar interior no ar,
    Realidade cruel é nóis que tá
    Da CDD rio de janeiro,
    Soldado do morro m.v. bill, meu parceiro,
    Heliópolis atitude,
    Sujeito homem, Rappen Hood,
    (Os mano é lado a lado)
    Disso eu sei,
    Gilmar esteja em paz, alvos da lei
    Marquinhos Zeze, firmeza total,
    Fundão vida louca, véio e Mano Brown
    Fernando Gaspar, z’africa Brazil
    Revolução HIP-HOP a 1000.

     

    Eu quero ouvir…
    Assim que é
    Atitude
    Atitude
    Assim que tem que ser!

  • FênixVer Letra
  • Fênix
    Letra

    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento

     

    Você se divertia enquanto eu amargava
    O gosto do fel, da dor, da raiva
    Passei dificuldades até umas horas e você
    Cadê, sumiu foi para um outro rolê
    De segunda a segunda diversão de montão
    (Oh e o Dexter mano?)
    Haha tá na prisão
    Amigo né, sei tô ligado
    Falar é fácil já diz o ditado
    Você nem ao menos ligou pra minha esposa pra saber
    Se eu estava bem ou estava pra morrer
    Agora vem dizer que gosta de mim
    Que torce por mim, que ora por mim
    É o fim, aqui ninguém é bobo doidão
    Não precisa se preocupar, tô legal, tô firmão
    Bem ou mal, coisa e tal, sobrevivi
    Como Fênix renasci
    Sou guerreiro de fé e por Deus abençoado
    Lutei bravamente, fui coroado
    Bem aventurado é aquele que crê
    Na força divina, no seu poder
    A fé na vitória tem que ser inabalável
    E a fé do preto aqui é incontestável
    Quantas vezes em meses chorei
    Lágrimas de solidão derramei
    Pensei em desistir, não prosseguir, e parar
    Mas não Deus me deu força pra continuar
    O sofrimento também é uma escola
    Glória ao pai pela vitória

     

    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento

     

    6 meses em Bernades me fez entender
    Que o pior cego é o que não quer ver
    Mas eu vi e percebi, descobri quem é quem
    Hoje sei quem chegou quando precisei
    Tive que assassinar um leão por dia
    Tive que sorrir sem sentir alegria
    Pra esconder a tristeza parceiro
    Nem todo preso é um confidente verdadeiro
    Ninguém carrega emblema dizendo que é esquema
    Nessas horas cada um com seus problemas
    Durante certo tempo me tornei um cara amargo né?
    Decepção ao extremo faz estrago
    Mas o tempo passa e ele é professor
    Te ensina a ignorar o rancor
    Demorou, já é, eu tô na correria
    Deus que me guia no dia-a-dia com sabedoria
    Mas quem diria o anjo renasceu
    Você pagou pra ver apostou e perdeu
    Minha estrela só Deus tem o poder de apagar
    E mais o brilho é natural e eficaz
    Te faz amaldiçoar e fraquejar
    Pois é no meu lugar que você queria estar
    Sem chance, revanche é fora de cogitação
    Você falhou então promessas em vão
    E eu na condição desfavorável sofri
    Mas valeu, me fortaleceu, renasci
    o sofrimento também é uma escola
    Glória ao pai pela vitória

     

    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento

     

    De vez em quando, lembrando, eu me pego pensando
    O quanto foi difícil e fico analisando
    Só Deus, só mesmo Deus para te fortalecer
    Te guiar, te orientar, te fazer vencer
    Ver e crer que ter fé é necessário
    Ei você Ateu me prove o contrário
    Me lembro de umas cartas a Patrícia me falando
    Amor o vencimento do aluguel tá chegando
    E dessa vez a minha mãe não está podendo ajudar
    Ela também tem as contas dela pra pagar
    Tô muito preocupada, já não sei o que fazer
    Tem hora que parece que vou enlouquecer
    Quer saber já não tenho mais dinheiro pra nada
    Esse mês não paguei a luz, nem a água
    Só Deus pra saber quando eu vou te visitar
    Fui ver aquele trampo mas tenho que aguardar
    Vê só eu tô correndo fica sossegada
    Deus é maior e tá do nosso lado
    A gente vai conseguir você vai ver
    Olha não esquece eu amo você
    Receber as más notícias me deixava triste
    Mas um combatente não se entrega resiste
    Orei, alimentei fé e esperança
    Eu sabia que um dia viria a bonança
    Se não há bem que dure para sempre parceiro
    O mal se ajoelha diante de um bom guerreiro
    O sofrimento também é uma escola
    Glória ao pai pela vitória

     

    2X
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento

  • Clic ClecVer Letra
  • Clic Clec
    Letra

    Na minha retina, os tempos passados e o presente
    Só tem miséria, fome, governo incompetente
    Criança desnutrida, revolta sem escola
    Tudo soldado do sistema, sociedade aa
    País desgovernado, máfia implantada
    Homem de gravata covarde, corrupto
    É, é assim que é, um poço sem sentido
    O homem quer passar até por cima da lei de Cristo
    Pais sem fé, é assim que é
    Na minha retina o futuro é quase que incerto
    Nos amamos nosso país, a nossa pátria
    Mas quem governa aa
    Na minha retina já, já existem várias falhas
    É o fim, é a gama, é o registro, é assim
    Papel vai, papel vem, o governo fode o povo
    O seu olhar tem na minha retina
    Clic, clic clec ninguém se mexe
    Firmeza Thaíde, firmeza Dexter
    Ai ninguém se mexe, firmeza total ai brother
    Zona sul

     

    Clic clec nem se mexe
    Novamente a história se repete, Jão
    Clic clec nem se mexe
    Só você pode mudar essa situação

     

    Clic clec nem se mexe
    Novamente a história se repete
    E eu ouço gritos, choros, lamentações
    Por todos os lados vinham as multidões
    No meio dessa guerra sou apenas mais um
    Rimando redundância cada um por cada um
    Tentando se salvar, pro bicho não pegar
    Não pensa faz coisa errada, só pra se complicar
    Cai lá dentro mais um sofrimento
    Aprendo uma pá de besteira de coisa do arrebento
    Mas a sorte acaba, surpresa desagradável
    Foi achado no buraco, cheiro insuportável
    Morreu mais uma vítima do país da fome
    Vida curta nem deu tempo de fazer um nome
    No desespero a molecada cai no crime
    A situação de miséria é quem define
    Vontade de cada um pra sobreviver
    Num lugar que pra muitos não tem muito o que fazer
    A não ser bater de frente com o sistema e tal
    Politico, jurídico, militar, criminal
    Guerreiro com guerreiro é sempre zigue zague
    Sobrevivência sempre é matéria em destaque

     

    E quando pergunto pra que,
    Que serve tanto destaque assim
    Fica falando, fica reclamando a vida é assim, enfim
    Pra resumir muito bem, cuidado com as armadilhas que a vida tem
    Enquanto você fica ai pensando se aprende ou não
    Sua pele ainda continuar nessa situação

     

    Clic clec nem se mexe
    Novamente a história se repete, Jão
    Clic clec nem se mexe
    Só você pode mudar essa situação (2x)

     

    Uh tô na pista , Uh tô na favela
    Clic clec ninguém se mexe
    Nos quatro cantos do mundo
    Todos os reis morreram
    Só um ressuscitou
    Clic clec ninguém se mexe

     
    Clic clec nem se mexe
    Novamente a história se repete
    E sem final feliz sou eu quem falo eis me aqui
    E vim pra te dizer que querer ser é se iludir
    Quem sou eu? O mano que viveu
    Mas te digo ó meu, a pena não valeu
    Veja bem o crime tem seus atrativos sim
    Mas o fim pode não ser tão atraente assim
    O bangue é louco mais louco do que você pensa
    E não demora muito tempo pra perceber que não compensa
    Ganhando, suave, lindo, elegante
    Mas depois na cena triste o prejuízo é gigante
    Se sobrou um qualquer subiu lá pro gravata
    Meus pêsames você perdeu o ouro e a prata
    Veste sua calça, seu jaleco e fica ali
    Vai descer pro RO pega a fila, vamo ai
    A partir de agora se tornou só mais um réu
    Um número a mais registrado no papel
    Respeitado entre os manos talvez, pode até ser
    Você colhe o que planta, o ditado faz valer
    Vão exigir de você disciplina, educação, regras,
    Leis do campo de concentração, então tá preparado Jão
    Pense bem, e não se esqueça da sua família que sofre também
    Quem tem, tem. Quem não tem passa mal ao extremo
    São horas de viagem cansaço, veneno
    E porta de cadeia só buchicho irmão
    Maus-tratos é papo, só humilhação
    Só sofrimento constante por tempo indeterminado
    Essa é a cota de qualquer condenado
    Mas não precisa ser assim só depende de você
    O que tá em jogo meu truta, é viver ou morrer

     

    Clic clec nem se mexe
    Viver ou morrer
    Novamente a história se repete, Jão
    Clic clec nem se mexe
    Só você pode mudar essa situação

     

    Clic clec nem se mexe
    Novamente a história se repete, Jão
    Clic clec nem se mexe
    E só você pode mudar essa situação.

  • Bem Vindo a MadrugadaVer Letra
  • Bem Vindo a Madrugada
    Letra

    Bem vindo a madrugada, a noite tem a minha cor
    Fica ligeiro com as ciladas, vivendo a vida com amor

     

    Bem vindo a madrugada, a noite tem a minha cor
    Fica ligeiro com as ciladas, vivendo a vida com amor

     

    Depois que a noite chega
    É aquilo né, só loucura
    Luxúria, diversão e a fé
    Fé de voltar no dia seguinte,
    Fé pra não ser um refém dos convites
    A mãe preocupada, de joelhos no chão,
    Roga à Deus pelo filho, roga proteção

     

    O carro importado, do boy, supera o meu
    Mas o respeito da favela ele não tem, ninguém deu
    A lei do puro ódio promove o terror
    A farda cinza persegue a minha cor
    A meretriz que se diz necessitada
    Sonha com riqueza, viagens, baladas,
    Ganância aliada da ambição
    A necessidade virô ostentação
    Agora o que ela quer vai além
    Casa com piscina e um jaguar também
    Fazê o que, né?
    Se ela quer, tem direito
    Quem somos nós pra falar de defeito

     

    As luzes da cidade iluminam a estrada
    Tâmo no pião, bem vindo a madrugada!
    A noite é atraente, seduz ao extremo
    Mas também é serpente, destila veneno
    Os buchichos que estressa que ataca a neurose
    __ E aê delícia, me paga uma dose?

     

    Se o resgate não chega a tempo
    O otário vai perder todo o seu pagamento
    A noite é fascinante, mas tome cuidado

     

    Bem vindo a madrugada, a noite tem a minha cor
    Fica ligeiro com as ciladas, vivendo a vida com amor

     

    Bem vindo a madrugada, a noite tem a minha cor
    Fica ligeiro com as ciladas, vivendo a vida com amor

     

    Uma tiazinha, sozinha na mesa, se embriaga, se acaba em copos de cerveja
    De coração ferido, não se importa com nada
    Andarilha da neblina, se alheia à madrugada
    Saiu de casa à procura de alguém
    Solidão não, não faz bem a ninguém
    Seu desejo era encontrar um amor, seu desejo é ganhar uma flor
    Seja como for
    Por uma noite ou uma vida, uma eternidade ou até a despedida
    Ela só precisa saber que é amada, notada, desejada e mais nada
    Várias histórias ao redor da Aparecida
    Pessoas frustadas, infeliz da vida

     

    Um pivete de 14 com uma arma na mão
    Se dizendo o ladrão, mete marra de cão
    Diz que faz e acontece
    Que é dedo nervoso, que vai fritar o pai se encontrá-lo de novo
    __ Meu pai me abandonou quando eu era pequeno. Foi embora, sumiu, me deixou no veneno!

     

    O barato tá loco
    É só ódio, vingança, o mau adotou mais uma criança
    Inferno, céu e nós, ele aqui no meio
    Num mundo selvagem frio e traiçoeiro

     

    Me sinto fraco, um próprio fracasso
    Me dá uma revolta, nem sei o que faço
    A noite é fascinante, mas tome cuidado

     

    (Para, parararara…)

     

    Bem vindo a madrugada, a noite tem a minha cor
    Fica ligeiro com as ciladas, vivendo a vida com amor

     

    Bem vindo a madrugada, a noite tem a minha cor
    Fica ligeiro com as ciladas, vivendo a vida com amor

     
    Assim que tem que ser
    Firmeza total
    Bem vindo a madrugada

     

    A madrugada, a noite tem a minha cor
    Fica ligeiro com as ciladas, vivendo a vida com amor

     

    Bem vindo a madrugada, a noite tem a minha cor
    Fica ligeiro com as ciladas, vivendo a vida com amor

     

    Assim que tem que ser!

  • Mundo Mágico de OzVer Letra
  • Mundo Mágico de Oz
    Letra

    Aquele moleque, sobrevive como manda o dia a dia,
    tá na correria, como vive a maioria.
    Preto desde nascença escuro de sol eu tô pra ver
    ali igual no futebol
    Sair um dia das ruas é a meta final
    Viver descente, sem ter na mente o mal,
    tem o instinto, que a liberdade deu,
    tem a malícia, que a cada esquina deu…
    Conhece puta, traficante, ladrão, toda raça
    uma par de alucinado e nunca embaçou, confia neles
    mais do que na polícia,…
    Quem confia em polícia, eu não sou louco, a noite
    chega, e o frio também sem demora… e a pedra
    o consumo aumenta a cada hora, para aquecer,
    ou pra esquecer, viciar deve ser pra se adormecer,…
    pra sonhar, viajar na paranoia na escuridão
    um poço fundo de lama, mais um irmão…
    Não quer crescer, ser fugitivo do passado, envergonhar-se
    aos 25 ter chegado.
    Queria que Deus ouvisse minha voz e transformasse
    aqui no mundo mágico de OZ…(3x)

     

    Um dia ele viu a malandragem com o bolso cheio,
    pagando a roda da risada e vagabunda no meio a
    impressão que dá, é que ninguém pode parar um
    carro importado, som no talo…
    Homem na estrada , eles gostam raça do caralho,
    só bagaceira só, o dia inteiro só
    Como ganha o dinheiro, vendendo pedra e pó , rolex
    ouro no pescoço a custa de alguém.
    Uma das mina ali pagando pau pra quem? a polícia
    passou e fez o seu papel, dinheiro na mão corrupção
    a luz do céu, que vida agitada hein? gente pobre tem,
    periferia tem você conhece alguém, moleque novo
    que não passados doze, já viu viveu, mais que muito
    homem de hoje,vira a esquina, para em frente a
    uma vitrine, se vê, se imagina na vida do crime.
    Dizem que quem quer segue o caminho certo,
    ele se espelha em quem tá mais perto, pelo reflexo
    do vidro ele vê, um sonho no chão se retorcer, ninguém
    liga pro moleque, tendo um ataque, foda-se quem morrer
    dessa porra de crack, relaciona os fatos com seus sonhos,
    poderia ser eu no seu lugar, ah, das duas uma eu
    não quero desandar, por aqueles mano que trouxeram
    essa porra pra cá, matando os outros, em troca de dinheiro
    e fama, grana suja como vem vai não me engana.
    Queria que Deus ouvisse minha voz e transformasse
    aqui no mundo mágico de OZ…(3x)

     

     

    Hey mano, será que ele terá uma chance, quem vive
    nesta porra merece uma revanche, é um dom que
    você tem que viver, é um dom que você recebe pra
    sobreviver, história chata, mas você tá ligado?
    Que é bom lembrar, que quem entrar e um em cem,
    pra voltar, quer dinheiro pra vender, tem um
    monte aí, tem dinheiro, quer usar, tem um monte aí,
    tudo dentro de casa vira fumaça, é foda, será que
    Deus tá provando minha raça?
    Só desgraça gira em torno daqui, falei do JB, é o
    que queria fazer, rezei pra um moleque que pediu,
    qualquer trocado qualquer moeda, me ajuda tio?
    Pra mim não faz falta, uma moeda não neguei,
    não quero saber, o que que pega se eu errei,
    independente a minha parte eu fiz, tirei um sorriso
    ingênuo, fiquei um terço feliz, se diz que moleque
    de rua rouba, o governo, a polícia no Brasil quem
    não rouba?, ele só não tem diploma pra roubar, ele
    não se esconde atrás de uma farda suja.
    É tudo uma questão de reflexão irmão, é uma questão
    de pensar, ah, a polícia sempre dá o mal exemplo,
    lava minha rua de sangue, leva o ódio pra dentro,
    pra dentro de cada canto da cidade… pra cima
    dos quatro extremos da simplicidade, a minha
    liberdade foi roubada, minha dignidade violentada,
    que nada, pros manos se ligar, parar de se matar,
    amaldiçoar, levar pra longe daqui essa porra,
    não quero que um filho meu um dia Deus me livre morra,
    ou um parente meu acabe com um tiro na boca,
    é preciso eu morrer para Deus ouvir minha voz,
    ou transformar aqui no mundo mágico de OZ…

     

    Queria que Deus ouvisse minha voz e transformasse
    aqui no mundo mágico de OZ…(3x)

  • Somos Um SóVer Letra
  • Somos Um Só
    Letra
  • Como Vai Seu MundoVer Letra
  • Como Vai Seu Mundo
    Letra

    ” Eu tenho andado tão sozinho ultimamente,
    Que nem vejo á minha frente,
    Nada que me dê prazer…”

     

    Acordei com vontade de saber como eu ia
    Como ia meu mundo, como ia minha vida .
    Agradeci á Deus por me presentar
    Com mais um dia pra viver, pra correr, guerrear.
    Lutar com humildade, em minha oração
    Pedi ao meu Senhor que me desse proteção
    Cadeia mundo cão irmão, nada é confiável
    Sem Deus no coração, sem chance, lamentável
    No pátio, os manos no peão circulando
    E na gaiola um fuça sentado cochilando
    Através das grades olhei pro céu azul
    Um pássaro voava do norte pro sul
    Me emocionei, pensei como é lindo a liberdade
    Lembrei das pessoas no centro da cidade
    Indo, vindo pra lá e pra cá
    Andando, correndo ansiosas pra chegar
    A molecada na Praça da Sé tudo igual
    Cotidiano rotineiro infelizmente natural
    2001 Zezé meu ultimo rolê no centrão
    Há… Ultimo negócio irmão, vai pra grupo não
    Orra tio, o barato é louco de verdade
    Cadeia lugar que você sente mó saudade
    Do mínimo que quando se tem não dá valor
    Tipo o quê? pisar na terra descalço morô?
    E sentir o gosto doce da felicidade
    Olhar pro horizonte, sorrir pra liberdade
    Assim como se fosse uma criança brincando
    Correndo contra o vento se desequilibrando
    Caindo, levantando superando seu limite
    Passo á passo na fé, na vontade, no apetite
    Acredite, assim que é vagabundo
    Pergunte á si mesmo irmão
    Como vai seu mundo.

     

    Eu queria ter na vida simplesmente
    Um lugar de mato verde, Pra plantar e pra colher
    Ter uma casinha branca de varanda
    Com quintal e uma janela
    Para ver o sol nascer.

     

    Nesse momento eu queria estar na igreja
    Orando, pedindo á Deus fortaleza
    Pra que ele me ajudasse á superar meus conflitos
    Pra que ele aliviasse meu espírito aflito
    O resultado do semi-aberto não vêm
    No final do ano eu quero indulto também
    Será que nesse natal eu vou pra rua
    Será que vou sair num peão a luz da lua
    Levar minha esposa, pra onde ela quiser
    Pra curtir até umas hora, sem miséria, o quanto der
    E na manhã seguinte estar á vontade
    Tomando um sol sem camisa na laje
    Bebendo um suco de manga bem gelado
    Ouvindo o disco do Jorge Ben bolado
    E uma pá de aliado trocando o mó prozeiro
    Chegando e saindo gente o dia inteiro
    Parceiro comemorando a vida de verdade
    E se chegar, demoro fica á vontade
    Mais liga a TV que o meu time vai jogar
    3×1, 4×1, um excelente placar
    É tudo uma questão de pensar positivo
    Você é do tamanho do seu sonho amigo
    Grades de ferro, chão de concreto
    Na prisão tudo é quadrado do piso até o teto
    É desanimante, é feio, é triste
    Rouba a sua brisa, só quem é resite
    E não desiste. persiste, enfrenta a batalha
    Violenta é a vida no fio da navalha
    Que o diga, o Tuco, o Boca, o Délinho,
    ……………….. o Eric o Age e o Maninho
    Sei lá, o mano se tiver como desista
    Melhor do que cadeia irmão
    É estar nas pistas, no morro, no asfalto, nos becos, nas vielas
    Juro amor eterno pois faço parte dela
    Sem limite, assim que é vagabundo
    Pergunte á si mesmo irmão,
    Como vai seu mundo.

     

    Eu queria ter na vida simplesmente
    Um lugar de mato verde,
    Pra plantar e pra colher
    Ter uma casinha branca de varanda
    Com quintal e uma janela
    Para ver o sol nascer.

     

    Eu queria ter na vida simplesmente
    Um lugar de mato verde,
    Pra plantar e pra colher
    Ter uma casinha branca de varanda
    Com quintal e uma janela
    Para ver o sol nascer.

  • Salve-se Quem PuderVer Letra
  • Salve-se Quem Puder
    Letra

    Levantar-se-á Nação contra Nação e Reino contra Reino
    Haverá grandes terremotos, epidemias e fome em vários lugares
    Coisas espantosas e também grandes sinais do céus

    [Dexter]
    Salve-se quem puder, se puder
    Seja lá quem for, homem ou mulher
    O mundão ta louco, se afundando aos poucos
    Futuro obscuro, vivemos no sufoco
    Pai que mata filho, filho mata pai
    Quem vai interferir, diz pra mim, quem que vai?
    Desacreditar, nem pensar, só naquela
    Moleque é morto a tiros na favela
    Sequela de uma vida sofrida
    Vivida na miséria, sem perspectiva
    Crianças fumando craque, perdendo tempo
    Nas ruas do centro, andando ao relento
    Eu lamento e tento entender o porquê
    Não querem viver, preferem morrer
    Se matar, será que é a solução?
    Não, não posso acreditar nisso não
    Irmão, eu daqui assisto só desgraça
    Vejo o ser humano se matando de graça
    Na praça, já não faz sentido andar
    As rosas murcharam, contaminaram o ar
    Nas casas os portões, só vivem trancados
    Os carros dos milionários, são blindados
    Hoje em dia, ninguém confia em ninguém
    Parceiro mato parceiro por malote de cem
    Vai além, seu filho é programado pra ter medo,
    Mas o medo o faz sentar o dedo
    Você mesmo transforma seu filho num qualquer
    Assim que é, salve-se quem puder…

     

    Um homem na estrada recomeça sua vida
    À procura, da dignidade perdida
    O brilho nos olhos é de um sonhador
    Que quer esquecer, tudo o que passou
    Vinte e cinco anos depois sai do inferno
    Se sente deslocado, no mundo moderno
    De terno antiquado, e sapato social
    Vaga pelas ruas na condicional
    Feliz e ao mesmo tempo assustado
    Tá tudo diferente, tudo ta mudado
    As pessoas não se olham, nem se cumprimentam
    Andam estressadas, concentradas no que pensam
    Indiferentes ao que acontece ao redor
    Programadas com seu próprio mundo e só
    No jornal as notícias causam arrepios
    Mais um corpo é encontrado, boiando no rio
    Drogado mata o irmão e nem lembra o que fez
    Mãe abandona filho de um mês
    Policia é flagrada numa ronda de rotina
    Em boate de luxo, recebendo propina
    Enquanto uma escola é construída num lugar
    Já se tem dez prisões a mais pra inaugurar
    Política opressora, exclusão social
    Dentista perde a vida por motivo racial
    O morro e o asfalto no Rio tão em guerra
    Integrantes do MST querem terra (a causa é séria!)
    Uns matam, outros morrem por um qualquer
    Assim que é, salve-se quem puder…

     

    No Sudão matam negros com AK-47
    Prisão de Sadam chegou via satélite
    Bush, a besta de um sonho americano
    Patrocina a dor do povo iraquiano
    Fuzis atiram em defesa do petróleo
    América do Norte garante o monopólio
    O mundo se comove, porém ninguém se move
    Vem doutor, ce ta na mira da minha nove
    Meu microfone faz o estrago que eu quiser
    Vai, pega o celular e pede pano pros gambé
    Menor dispara a arma e mata amigo na escola
    Doença miserável, HIV e Ebola
    Extermina meus irmãos na África do Sul
    Atentado terrorista sob céu azul
    Nas ruas de São Paulo ou no Oriente Médio
    O corredor da morte é a cura pro seu tédio
    Nos mares se trava a guerra naval
    Nos ares acontece à exploração espacial
    Células clonadas em laboratório,
    A ciência ignorando Deus é notório
    Testes nucleares afim da destruição
    E você aí, nem aí, sem preocupação
    Deputado é esculachado em CPI,
    Novela ensina dona de casa a trair
    Tragédia no cenário do Rap ganha destaque
    Mataram Sabotage, Gilmar e Tupac
    Final dos tempos, provam sua fé
    Assim que é, salve-se quem puder…

     

    [GOG]
    Ei, Aqui se realiza um sonho antigo
    Uma aliança entre fãs que hoje são amigos
    Eu sei, percebo é de Deus que vem, provém à chance
    Provei e não senti o gosto amargo eu vou avante, adiante
    Abraçar, representar, tô aqui
    Fruto nordestino, maduro, do sul do Piauí
    [GOG] Vou te falar, relatar, o que vi
    Deselegante foi à cena, mas eu não sorri
    Sou latino, peregrino, desprovido de dinheiro, grilado
    Uma pá de proliferado puteiro, que se dá
    De várias formas não só na cama
    [GOG] Lamentável a cena, o algoz e a primeira dama
    Não sei se vou pro céu, sou fiel, sou Fidel, sou cruel
    Mas não tenho o coração de papel
    Pisou na bola, olha minha sola, o calcanhar de Aquiles
    [Dexter] Aí GOG, se o Bin Laden pega, hummm,
    fica ruim pro Alexandre Pires
    [GOG] Falhou, sujou, a bandeira brasileira
    Envergonhando a América Latina inteira
    Inocência, oportunismo, ignorância da história
    Chorou nos braços de quem tem fama sem glória
    [Dexter] Bush…
    [GOG] É preciso ter cérebro, coordenação motora
    [Dexter] Pra não cair na armação da maldita gravadora
    [GOG] Pra não financiar via Coca-Cola a metralhadora
    E nem desonrar, África nossa genitora…

  • ConflitosVer Letra
  • Conflitos
    Letra

    Essa noite pra dormi foi cruel
    passei a madrugada rondando estrelas no céu
    a depressão esteve aqui pra me ver, trouxe
    uns amigos que eu não tive prazer em rever,
    oh só veio ódio, a tristeza, a impaciência
    e também a descrença, troquei uma ideia até
    pra desbaratina, más não via a hora de poder
    me jogar, umas ideia besta cheia de rancor
    meu coração entristeceu, sofreu chorou, o
    ódio era aquilo só falava do mal, de droga,
    armas, vingança e tal cheguei a pergunta
    pelo amor onde estava, o ódio respondeu
    – Que se eu trombasse eu matava
    Falou que o amor só pisava na bola, só falava
    de alegria de coisas da hora, sei lá é só
    pensa o ódio é calculoso, atiça promove a
    discórdia dos outro e dizia sem parar
    – Você tem que encontrar essa pilantra que
    falhou com você, tem que paga
    Se pan é o seguinte o ódio até tem razão
    o que fazer com quem pratica a traição, não
    sei não moro vou ficar de segunda, será que
    compensa raja a vagabunda?
    – Claro que sim ela te fez de moleque vai
    na paz doidão mata essa pede médio
    Não, não melhor deixar pra lá, não é o
    caminho, mal acompanhado não melhor sozinho
    melhor sozinho.
    – Vai ver pensamentos vou te dar
    O ódio é passado
    – (?)
    O ódio ficou triste parou de falar, se ligou que
    não ia conseguir me arrastar, ficou de canto só
    me observando, e deixa a tristeza veio se apro-
    ximando sorriu co maldade chegou perto de mim
    olhou nos meu olhos e disse assim:
    – Dá licença qui sou a tristeza, como que cê tá
    pela ordem, firmeza. Você já me conhece já bati
    na sua porta, de vez enquanto tô na sua porta
    lembra do dia que o Public faleceu? eu vim aqui
    naquele dia era eu, você me emprestou meu coração
    pra eu fica, me instalei e fiquei vários dias a
    te incomodar, sou assim mesma chego e vou ficando
    se você fraqueja acabo te matando, te faço enlouquece
    te levo pro além, sou cumplice da morte, já matamos
    mais de cem, milhões, milhões morreram no infinito
    amarelo, branco, preto, pobre e rico, magina eu não
    sou preconceituosa, namora qualquer um o vermelho o
    rosa meu beijo é amargo tem gosto de fel, meu abraço
    é infeliz, traiçoeiro e cruel, sua mãe também me
    conhece, sua esposa dificilmente me esquece, eu não
    sou Deus mais também posso estar aqui, ali, em
    qualquer lugar, há na cadeia, no asilo, no hospital,
    no orfanato até mesmo no seu quintal, olha sempre estou
    presente envolta do caixão ao lado dos parente, há há
    depois eu levo eles pra casa e fico anos e anos quei-
    mando como brasa.
    A certeza falou demais, me atacou, me deprimiu irmão
    me chateou, oh só.
    – (?) a gente vai acabar com você parceiro.
    Embaçado hein tem que fica ligeiro.

    São vários abutres que sabe quem acreditar, bem que
    eu gostaria se pudesse aquilo que os fulano nos oferece
    más eu não consigo a minha mente é confusa, me liguei
    no volume debaixo da blusa, o aperto de mão pra mim já
    foi estranho, num conheço de lugar nenhum, já tá de bom
    tamanho, senti o calafrio soprar a minha alma e minha
    boca a fé me pedindo.
    Ê ai tu num livro de mim é difícil eu abraça os elogio
    assim a casa de Deus sim é o melhor lugar pra está
    refleti, pensá e encontrar
    Eu quero mudá más estou sem direção, a descrença é ruim
    agoniza o coração, o suicídio é lento e minha terra é
    intensa.
    – Que qui tá acontecendo comigo heim, dá licença
    Hã a impaciência colo mais não teve paciência pra espera
    e se jogo, nem ele consegui suporta o tédio perdeu a linha
    tumultuou o prédio hã, esses conflitos que judia acabo com
    meu descanso amanhã é outro dia.

    Fique ligeiro com os sentimentos que pode derrotar a sua
    alma o seu espírito parceiro tem que ser firme e forte
    para resistir e agir tá ligado eu estive lá do outro
    lado eu passei por dificuldades também, e nem por isso me
    deixei levar me abate hoje estou aqui com vocês.
    Muita paz

  • Eu Sô FunçãoVer Letra
  • Eu Sô Função
    Letra

    Sô função, pra quem não tá ligado me apresento
    e as ruas represento
    Dá licença aqui pra eu chegar nesse balanço
    É quente negrão a idéia que eu te lanço
    Estilo original de bombeta branca e vinho
    Vai, só não vai pra grupo com neguinho
    Ando gingando cuns braços pra trás
    Só falo na gíria e pros bico é demais
    Sô forgado afronto os gambé, sô polêmico
    Na favela o meu diploma acadêmico
    De tênis all star, de cabelo black
    Meu beck, a caixa e o bumbo e o clap
    Cresci ali envolvidão qua função
    Na sola do pé bate o meu coração
    Esse som é do bom, dá uns dois e viaja
    Nós somos negros não importa o que haja
    O ritmo é nosso trazido de lá
    Das ruas de terra sem luzes e pá
    O fascínio não morre ele só começô
    Das festa de preto que os boy não colô
    Sô o que sô vivo aquilo que falo
    Meu rap é do gueto e não é pros embalo
    Vagabundo, se for pra somar chega aí
    Paguei pra entrar e nunca mais vou sair
    Então vem que vem, dinheiro eu quero
    Uma linda mulher e um belo castelo
    Eu sô raiz mais cadê você
    A função e o funk jamais vão morrer…

     

    [Dexter]
    Muito amor, muito amor, pelo som pela cor
    A herança ta no sangue louvado seja Deus meu senhor
    Que me quis descendente de raiz
    Preto função sou sim, sou feliz
    Favelado legítimo escravo do rítmo
    Dos becos e vielas eu sô amigo íntimo
    Dexter o filho da música negra
    Exilado sim, preso não com certeza
    O rap me ensinou a ser quem eu sô
    E honra minha raça pelo preço que for
    Dos vida loka da história eu sô um a mais
    Que te faz ver a paz como sôro eficaz
    No gueto jaz, o inofensivo morreu
    Pela magia do funk renasceu o plebeu
    Aí fudeu, o monstro cresceu se criô
    Agora já era é lamentável doutor
    A guerra já não é tão mais fria assim
    Sô pelos função e a função é por mim
    Até o fim, “plim”, nossa luz contagia
    Assim como o sol, que clareia o dia
    E aquece o pivete que dorme na rua
    Que passou a madrugada em claro a luz da lua
    Se situa que o que ofereço é muito bom
    Força e poder dom através do som
    Negô, vem com nóis mais vem de coração
    Por paixão, por amor não pela emoção firmão
    Pra ser função tem que ser original
    Apresentando e tal mais um irmão leal

     

    [Mano Brown]
    Ser vida loka aqui está então pode saber
    Deixa as dama aproximar jão opa tamo aê
    Na arena mil juras de amor ao criador que nos guia
    Antes de nada mais para nóis muito bom dia
    Salve! só chegar meu irmão lêlê
    Por que não monstro? viva negro Dexter
    De vinte em vinte eu paguei duzentas flexão
    Calçando jeito de burlar a lei e a minha depressão
    Menino bom mas, pobre, feio, fraco, infeliz, só
    Se sentindo o pior vários monstro ao meu redor
    Com tambor de gás fiz mais cinqueta em jejum
    Ódio do mundo eu via em tudo, filme do platoon
    No café o açúcar com limão no abacate
    Puta eu olhei a blusa suja de colgate
    Se ser preto é assim ir pra escola pra quê?
    Se o meu instinto é ruim e eu não consigo aprender
    Esfregando calças velhas fiz a lista do tanque
    Era um barraco sim, mas meu castelo era funk
    Folha seca num vendaval, um inútil
    É morrer aos pouco eu me senti assim, tio
    Eis que um belo dia alguém mostrou pra mim
    Uma reunião tribal, James Brown e All Green , uau “sex
    Machine”
    O orgulho brotou, poder para o povo preto, que estale os tambor
    Veio as camisas de ciclistas, calça lee, fivelão
    Tênis farol white uou uou uou ladrão
    Às seis mil ano até pra plantar
    Os pretos dança todo mundo igual sem errar
    Agradencendo aos céus pela chuvas que cai
    Santo deus me fez funk, obrigado meu pai
    Nem por isso eu num… vou jogar filé mignon pras piranha
    O pierrô contra os play boy fuma maconha
    Não vejo nada, não vejo fita dominada
    Eu vejo os pretos sempre triste nos canto do mundão
    Então morô Jão, um dois um dois drão
    Aham aham, alma, mente sã, corpo são
    Dexter tem que está, com fé no senhor
    Tem que orar, tem que brigar, tem que lutar nego
    Ah meu bom juiz abra seu coração
    Se ouvir o que esse rap diz ia sentir o perdão
    Meu argumento é pobre, mas a missão nobre
    Mestrão irá saber reconhecer o homem bom
    Deixo aqui desde já, promessa de voltar
    É só querer,é só chamar que eu estarei lá
    Eis o doce veneno vivendo e vivão
    Um dia por vez, sem pressa, fui nessa negrão
    Sô função

  • Saudades MilVer Letra
  • Saudades Mil
    Letra

    Alô, alô, amiga, como vai você?
    Senti saudade resolvi te escrever
    Espero que essa carta te encontre numa legal
    com saudade, harmonia e tal
    Eu to por aqui, na fé, na paz
    Na correria, adiantos e mais
    Fazem dois anos que agente não se vê
    vire e mexe, penso em você
    Me lembro das festa que agente fazia
    saia as 10 da noite e só voltava no outro dia
    Mó barato, só alegria, lembra, qualquer lugar agente ia
    Sempre fui considerado, você também
    lembra da Simone? Da Nenem?
    Aquelas minas são problema
    zuera de montão, zuera a noite inteira
    Natal de 97 passei na sua casa
    Muita treta, vários amigos na parada
    sua irma estava linda aquele dia
    Adriana que gata Ave Maria
    Fui dahora, natal cabuloso
    daria o que tenho pra viver tudo de novo
    mas ae me esqueci perdi tudo
    dei tiro no escuro amigo e perdi tudo
    Até aquela mina que dizia me ama
    me esqueceu depois que vim pra ca
    É foda, a vida é assim mesmo
    nem tudo é do jeito, do modo que queremos
    infelizmente retrocede não da mais
    bola pra frente é assim que se faz
    Jorje canto que o Charles ia volta
    e como Charles eu também acredita
    com esse dia não para de sonha
    eu quero ver,o morro todo feliz e pá

    Velha camarada, obrigada pela carta, que saudade preta rara, quero viver
    De cabeça erguida, logo vou sair pra vida, qualquer dia, eu vou te ver (2x)

    Eu recebi a carta que você mando
    fique desnorteado ai, abalo
    não acredito que matarão seu marido
    o Amarildo era meu amigo
    Sempre chegou comigo em varias fitas
    é difícil entender as surpresas da vida
    Ontem tudo bem com a família inteira
    Hoje um a menos parece brincadeira
    Meu aliado respeitado no crime
    A inveja é uma merda conheço esse filme
    Peço a Deus que você estejam bem
    e que meu truta esteja em paz, aleluia, amem
    ai amiga, hoje eu não to legal
    afetaram meu lado espiritual
    vi um maluquinho me olhando diferente
    com a maldade nos olhos intende?
    A cabrerajem tomo conta de mim
    eu to esperto, ligeiro enfim
    quero saber o por que daquele olhar
    eu to na dele ae, vô enquadra
    o que ele quiser comigo eu quero em dobro
    to no veneno, to disposto
    aqui nessa porra é assim
    o demônio te atenta, planeja seu fim
    que Deus me proteja, espero que não seja nada
    mas se for, topo qualquer parada
    ai amiga este lugar… é o inferno
    – Ae Dexter, caiu mais um no patio Interno
    Vive na paz é oque quero
    mas não aquela paz fria de um cemitério
    Lampadas para os meus pés é a palavra de Deus
    Senhor, proteja esse filho seu
    Jorje canto que o Charles ia volta
    e como Charles eu também acredita
    com esse dia não para de sonha
    Serei um vencedor, pode aposta
    Fim de cigarro, e cigarro lembrança nos olhos embaça
    a liberdade, dignidade são conquistadas na marra
    e a saudade invade na velocidade do tempo que passa
    eae, pode crer, um dia vou estar com você

    Velha camarada, obrigada pela carta, que saudade preta rara, quero viver
    De cabeça erguida, logo vou sair pra vida, qualquer dia, eu vou te ver (2x)

    Amiga, to com saudade da quebrada
    na próxima carta me fale da rapaziada
    como vai o Romildo e o Marquinhos?
    Robson? O Edberto e o Zinho? Ae…
    pede pra eles me escreverem
    diga que liguei, pra não esquecerem
    que o cuidado é necessário
    hoje em dia o mundão, ta cheio de otários
    não pensam duas vezes pra puxar o cão
    ai já era sobre mais um irmão
    sai, é arriscado demais
    a pedra ta em alta derrubou a paz
    nóis nas esquinas, provocam medo
    no nosso tempo não era desse jeito
    ai amiga filme triste de vê
    violência, marca registrada, o que faze?
    No escadão se escutam vários tiros
    e logo em seguida a mãe que chora por seu filho
    Roberto que Deus o tenha mano
    quem me contou a fita, foi o Luciano
    ele também ta por aqui
    me disse que na vila agora ta assim
    quem sabe quando eu sai
    tudo já esteja bem melhor por ae
    quem sabe os irmão um dia compreedam
    que o crime e as drogas não passam de doenças
    é só cadeia, velório destruição
    tristezas em família só decepção
    é necessário corrigir a postura
    amor, justiça é a cura
    bem, acho que já falei demais
    na próxima te escrevo mais
    amiga minha, lembranças a todo
    fiquem na fé, to orando por todos
    vê se não demora pra me responder
    to com saudades de você

    Velha camarada, obrigada pela carta, que saudade preta rara, quero viver
    De cabeça erguida, logo vou sair pra vida, qualquer dia, eu vou te ver (2x)

    2005 - Exilado Sim, Preso Não

  • Quebrando as AlgemasVer Letra
  • Quebrando as Algemas
    Letra

    2005 Dexter 1º ato, tomando de assalto o seu tempo,
    a sua mente, a sua atenção
    Sem chance irmão, chegou a hora
    De pé e na fé guerreiro, sem se rastejar e pagar simpatia
    A opressão e a ociosidade é o veneno que eles pagam no
    dia-a-dia
    Maior covardia, eu não me entrego e você faria o mesmo?
    O barato é louco sangue bom, mas a guerra não está perdida
    O preço é alto e muitas vezes custa até a vida, oh
    É quente, mas ae quebra as algemas e vamos em frente
    Revolução parceiro, sem glamour,
    sem luxúria e até mesmo sem dinheiro
    Um por amor e o outro por acreditar
    que o dia de amanhã será o dia D
    O dia da vitória, ao meu Deus muita glória
    A minha família o muito obrigado
    E aos meus amigos felicidade
    Estamos juntos irmão, eu Dexter “Exilado Sim, Preso Não”
    Paz, saúde, liberdade e ação!!!

  • Tamo JuntoVer Letra
  • Tamo Junto
    Letra

    Pai nosso que estas no céu
    Santificado seja teu nome
    Venha nos o teu reino
    Seja feito a sua vontade

     

    Falô rapaziada
    O só q muito louco
    Deus eu e vcs aqui de novo
    Depois de muito tempo tamo junto outra vez
    Haha ai mo saudade de vocês

     

    Vejo no olhar dos verdadeiros o carinho
    Vejo no olhar dos verdadeiros q não to sozinho

    Nunca estive e jamais vou estar
    Sempre tem 5 6 mil pra somar

    De leste a oeste de norte a sul
    Somos um por todos e deus por cada um

    Se ser do povo é ser um zé ninguém
    Sem problema pode acreditar eu sou também

    Não ostento ganancia odeio egoismo,
    Falsidade arrogância cinismo
    Minhas palavras aborrecem muita gente
    Inevitavelmente gente até da gente…

    Mas é lamentável doa a quem doer
    Simpático truta não consigo ser…
    Sei que tem uns e outros na escama comigo
    Me odiando vendo em mim um inimigo

    Maldade amigo eu ganho de longe
    Seu sorriso não me engana hã
    Não tem por onde

    O triste é saber que é tudo por inveja
    Minha capacidade te incomoda, te cega
    Não se deixe levar por vaidade
    Ela te transforma num covarde

    Dexter sem terror, assinar o que falou
    Guerrilheiro nato bom gladiador que sou
    Legionário, descendente originário
    Revolução no sistema carcerário

    Amo o que faco, e faço por amor
    Fama grana é consequência morou
    Não serei mais um a viver iludido
    Jamais, Hitler também foi aplaudido
    Aclamado considerado um deus
    Mas matou 6 milhões de judeus…

    Ambição ao extremo é embaçado
    Tudo tem um certo limite aliado, pode crer…

    Não me engrupo, não não me rendo
    Por muito menos vejo os manos morrendo… mó pena
    A modernidade não me seduz
    Na sensibilidade das rosas vejo a luz
    Acredito que o mundo pode ser diferente
    Sou romântico sim se me entende
    Se você não sonha não crê já morreu
    Mesmo estando vivo entendeu…

    Justiça, paz amor e liberdade
    Aos quatro cantos da cidade
    É isso que sonho, q penso q quero…
    Mas vida menos necrotério
    To a pampa de treta de tiro
    Quero um futuro melhor pro meu filho

    To a pampa de guerra vagabundo
    Somente o amor salvara o mundo

    Paz

  • FênixVer Letra
  • Fênix
    Letra

    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento

     

    Você se divertia enquanto eu amargava
    O gosto do fel, da dor, da raiva
    Passei dificuldades até umas horas e você
    Cadê, sumiu foi para um outro rolê
    De segunda a segunda diversão de montão
    (Oh e o Dexter mano?)
    Haha tá na prisão
    Amigo né, sei tô ligado
    Falar é fácil já diz o ditado
    Você nem ao menos ligou pra minha esposa pra saber
    Se eu estava bem ou estava pra morrer
    Agora vem dizer que gosta de mim
    Que torce por mim, que ora por mim
    É o fim, aqui ninguém é bobo doidão
    Não precisa se preocupar, tô legal, tô firmão
    Bem ou mal, coisa e tal, sobrevivi
    Como Fênix renasci
    Sou guerreiro de fé e por Deus abençoado
    Lutei bravamente, fui coroado
    Bem aventurado é aquele que crê
    Na força divina, no seu poder
    A fé na vitória tem que ser inabalável
    E a fé do preto aqui é incontestável
    Quantas vezes em meses chorei
    Lágrimas de solidão derramei
    Pensei em desistir, não prosseguir, e parar
    Mas não Deus me deu força pra continuar
    O sofrimento também é uma escola
    Glória ao pai pela vitória

     

    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento

     

    6 meses em Bernades me fez entender
    Que o pior cego é o que não quer ver
    Mas eu vi e percebi, descobri quem é quem
    Hoje sei quem chegou quando precisei
    Tive que assassinar um leão por dia
    Tive que sorrir sem sentir alegria
    Pra esconder a tristeza parceiro
    Nem todo preso é um confidente verdadeiro
    Ninguém carrega emblema dizendo que é esquema
    Nessas horas cada um com seus problemas
    Durante certo tempo me tornei um cara amargo né?
    Decepção ao extremo faz estrago
    Mas o tempo passa e ele é professor
    Te ensina a ignorar o rancor
    Demorou, já é, eu tô na correria
    Deus que me guia no dia-a-dia com sabedoria
    Mas quem diria o anjo renasceu
    Você pagou pra ver apostou e perdeu
    Minha estrela só Deus tem o poder de apagar
    E mais o brilho é natural e eficaz
    Te faz amaldiçoar e fraquejar
    Pois é no meu lugar que você queria estar
    Sem chance, revanche é fora de cogitação
    Você falhou então promessas em vão
    E eu na condição desfavorável sofri
    Mas valeu, me fortaleceu, renasci
    o sofrimento também é uma escola
    Glória ao pai pela vitória

     

    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento

     

    De vez em quando, lembrando, eu me pego pensando
    O quanto foi difícil e fico analisando
    Só Deus, só mesmo Deus para te fortalecer
    Te guiar, te orientar, te fazer vencer
    Ver e crer que ter fé é necessário
    Ei você Ateu me prove o contrário
    Me lembro de umas cartas a Patrícia me falando
    Amor o vencimento do aluguel tá chegando
    E dessa vez a minha mãe não está podendo ajudar
    Ela também tem as contas dela pra pagar
    Tô muito preocupada, já não sei o que fazer
    Tem hora que parece que vou enlouquecer
    Quer saber já não tenho mais dinheiro pra nada
    Esse mês não paguei a luz, nem a água
    Só Deus pra saber quando eu vou te visitar
    Fui ver aquele trampo mas tenho que aguardar
    Vê só eu tô correndo fica sossegada
    Deus é maior e tá do nosso lado
    A gente vai conseguir você vai ver
    Olha não esquece eu amo você
    Receber as más notícias me deixava triste
    Mas um combatente não se entrega resiste
    Orei, alimentei fé e esperança
    Eu sabia que um dia viria a bonança
    Se não há bem que dure para sempre parceiro
    O mal se ajoelha diante de um bom guerreiro
    O sofrimento também é uma escola
    Glória ao pai pela vitória

     

    2X
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria, Dexter a fúria
    A fúria negra ressuscita outra vez
    Dexter a fúria chegando pra rebento

  • Última ViagemVer Letra
  • Última Viagem
    Letra

    Ai ó, historias como essa infelizmente é rotina no nossa dia-a-dia
    Ta ligado, mais ai sangue bom, num tem que se não precisa ser
    Só depende de você, a escolha é sua

     

    Mundo verde, no momento é o que há
    Ou quem sabe a cristalina, um ratátá
    Sei lá, se pá a hora permite
    (Ae, 1,2 e acabo, se tiver no vinte)
    Eu nem conheço o cara, mais ai não da nada
    Minha atitude não é tão abusada
    Então família desculpa aqui incomoda
    (Que isso irmão pode chega)
    Falo bandido to querendo um barato
    De qualidade , tem, to com dinheiro é no ato
    Claro que tem a fita é da boa, todos por aqui
    Me procuram não é a toa
    Pode leva mano, pra confirma
    Amanha se vai volta parceiro pode acredita
    Firmeza é nois acredito em você
    5 grama ta bom, pesa ai pra eu vê
    Ai parceiro traz a balança q eu vou pesa um baguiu pro mano aqui
    Traz a balança, faz favor, faz favor
    Sem palavras irmão, o dinheiro ta aqui , essa noite vai ser foda
    To afim de curti
    Bate, Divide, Estica e Chera
    Num esquenta que o resto é besteira(3x)
    Bate, Divide, Estica e Chera
    Pronto já era o barato ta aqui
    A contagem ta vindo muito calma saci
    Ai deixa o funça desce que nois começa
    Quandu tiver limpo irmão nois vamo nessa
    Fica na campana ladrão fica ligeiro
    Alem de verme esse chefe é traiçoeiro
    Desta de ferro do direto ,hã
    Sempre a procura de um premio moro
    Fica sossegado irmão, to na escuta
    Até de longe sinto cheiro desse filha da puta
    Então já era, a gaiola bateu
    Estica ai vai, não esquece do meu
    Firmão pega o canudo , se dei o cartão
    A viagem é longa vamo de avião
    Varig, vasp, tam, hã se decide
    Só pela cor se pã, sem revide
    Ai vo estica uma avenida paulista
    Sem miséria ó tio, vo decola nessa pista
    O plano, funciona, funciona com perfeição
    Encontrar a morte é um dois ladrão
    Bate, Divide, Estica e Chera
    Não esquenta que o resto é besteira (3x)
    Bate, Divide, Estica e Chera
    Então saci, chega mais senta ai
    Não sei não esse funça vai vim aqui
    Acho que não irmão ele desceu
    Ta normal, ai fica apampa entendeu
    Eu to aqui caraio não se preocupa
    Se entra vai fica nois derruba
    É nois na fita até a morte parceiro
    Aqui quem fala sou eu saci o guerreiro
    Então estica outra que a minha acabo
    Já foi já era o efeito passo
    Eu ainda to loco, to em choque trutão
    Meu batimento cardíaco ta em alta tensão
    Ai vagabundo vê só presta atenção
    Olha só minha mão ta tremendo a milhão
    Sangue bom se num ta normal
    Ta suando amarelo, ta passando mal
    Ai saci da uma força pra mim
    Escureceu minha vista, to ficando ruim

  • Bem Vindo a MadrugadaVer Letra
  • Bem Vindo a Madrugada
    Letra

    (Chico – fala)
    e ai Dexter quem canta esse som aê?

     

    (Dexter – fala)
    pô esse som eu não sei quem canta não ó Chico, mas é o
    seguinte é loco né

     

    (Chico – fala)
    mó viajem em tio…

     

    (Dexter – fala)
    da hora, eu às vezes tô escutando o bagulho assim me
    bate mó saudade tá ligado da época que eu saia, puta
    mano cê tá na rua já faz o quê ? (tempo)

     

    (Chico – fala)
    já faz uns 3…2 anos e meio já em Dexter

     

    (Dexter – fala)
    caraio, i a noite ?

     

    (Chico – fala)
    vixi, várias fita em tio, a noite oha…

     

    (Dexter – fala)
    conta aê, conta os barato aê…

     

    (Chico – fala)
    vixi, eu trombo vários parceiros tá ligado, tô indo em
    vários shows ai vire-mexe eu como uma pizza lembro “dô
    cê” e tal né meu faço mó castelo, trombo os parceiros
    que nós né, que nós cê trombamo na caminhada…

     

    (Dexter – fala)
    i o Magno, tem ido lá no Magno lá, de vez em quando lá?

     

    (Chico – fala)
    ô tenho meu aê lá é da hora em tio, aê a pizza lá é loca em…

     

    (Dexter – fala)
    e o vinho ?

     

    (Chico – fala)
    o vinho tem, tem um vinho da hora e tal…

     

    (Dexter – fala)
    lá já foi o Brown, já foi o Leandro, já foi…ah os
    cara da fundão colo já vários bagulho ali…

     

    (Chico – fala)
    lá não é perto dum pião que cê falo que cê fez uma vez
    cê e o Marcão numa fita no mococó e tal ?

     

    (Dexter – fala)
    nossa mano cê lembra disso aê ainda ? nossa mó cara
    puta foi memo eu e o Marcão…

     

    (Chico- fala)
    é cês faziam vários pião em sangue bom

     

    (Dexter – fala)
    barato era loco irmão…

     

    (Chico – fala)
    até imagino tio…

     

    (Refrão)

    ôô…iee…
    Bem-Vindo a Madrugada a noite tem a minha cor
    fica ligeiro com as ciladas, vivendo a vida com amor
    (2x)

     

    (Dexter)

    Depois que a noite chega é aquilo né só loucura,
    luxúria, diversão e a fé
    fé de voltar no dia seguinte, fé pra não ser um refém
    dos convites
    a mãe preocupada de joelhos no chão pede a deus pelo
    filho roga proteção
    o carro importado do boy supera o meu mas o respeito
    da favela ele não tem ninguém deu, a lei do puro ódio
    promove o terror a farda cinza persegue a minha cor
    a meretriz que se diz necessitada sonha com riqueza,
    viagens, baladas, ganância aliada da ambição a
    necessidade viro ostentação agora o que ela quer vai
    além
    casa com piscina e jaguar também faze o quê né se ela
    quer tem direito
    quem sou eu pra falar de defeito, as luzes da cidade
    iluminam a estrada
    tô no meu pião bem-vindo a madrugada a noite é
    atraente seduz ao extremo
    mas também é serpente destila veneno, os bochichos que
    estressa ataca a neurose
    ” e aê delícia me paga uma dose ” se o resgate não
    chega a tempo irmão
    o otário vai perder todo seu pagamento a noite é
    fascinante mais tome cuidado
    um passo em falso tá tudo acabado…

     

    (Refrão)

    Bem-Vindo a Madrugada a noite tem a minha cor
    fica ligeiro com as ciladas, vivendo a vida com amor
    (2x)

     

    (Dexter)

    Uma tiazinha sozinha na mesa se embriaga se acaba em
    copos de cerveja de coração ferido não se importa com
    nada andarilha da neblina se alheia a madrugada saiu
    de casa a procura de alguém solidão não, não faz bem a
    ninguém seu desejo é ganhar uma flor ou seu desejo é
    encontrar um amor seja como for por uma noite ou uma
    vida uma eternidade ou até a despedida ela só precisa
    saber que é amada notada desejada e mais nada ao seu
    redor varias histórias parecidas pessoas frustadas
    infeliz da vida um moleque de 14 com uma arma na mão
    se diz o ladrão mete marra de cão diz faz e acontece
    que é dedo nervoso que vai fritar o pai se encontra-lo
    de novo “meu pai me abandonou quando eu era pequeno
    foi embora sumiu me deixo no veneno” o barato tá loco é só
    ódio vingança o mau adoto mais uma criança inferno céu
    e nós aqui no meio num mundo selvagem frio e
    traiçoeiro me sinto fraco um próprio fracasso me da uma
    revolta nem sei o que faço a noite é fascinante mas
    tome cuidado um passo em falso tá tudo acabado…

     

    (Chico – fala)
    É esse seu rolê com Marcão foi doido memo em tio, mas
    é o seguinte eu saio com os parceiros por ai e a noite
    ainda tá assim tem seu lado bom e seu lado ruim, é
    várias fita que a gente vê por ai mano…

     

    (Dexter- fala)
    mas é o seguinte ó Chico vamo que vamo nós é guerreiro
    e pá, ó tio não esquece vem me visita mais vezes aê em

     

    (Chico- fala)
    então eu venho sim né meu mas aê cê tem que vê com o
    pessoal aê né meu a gente traz uns barato aê não
    consegue né compartilhar junto né meu

     

    (Dexter – fala)
    fica firmão,fica firmão que é o seguinte na próxima
    vai tá tudo liberado tudo nosso aê da um salve na
    comadre lá fala que eu mandei um abração aliás e ai
    tio tô sabendo em tá de quantos meses a comadre ?

     

    (Chico – fala)
    tá de 4 meses tio mas e ai o seu ?

     

    (Dexter – fala)
    logo mas, logo mas…

     

    (Chico- fala)
    aê eu não vejo a hora ó tio tô na contagem
    regressiva…

     

    (Dexter – fala)
    barato é loco mas aê firmão, mente firme não vai fica
    se perdendo na noite não em vagabundo…

     

    (Chico – dala)
    não, responsa tio que isso…

     

    (Dexter – fala)
    cê tá ligado a noite é fascinante mas tome cuidado,
    então da um salve lá nos parceiros lá do canto da
    sinfônica aliás aquela festa sua la fiquei sabendo
    arrebento em bagulho loco em

     

    (Chico – fala)
    com a fé de deus né tio, graças a deus…

     

    (Dexter – fala)
    da quele jeito vagabundo, aê da um salve nos parceiros
    da quebrada também não esquece…é nós

  • Mundo Dos SonhosVer Letra
  • Mundo Dos Sonhos
    Letra

    Sexta-Feira chegou fim de semana
    vou arrebentar vou ganhar muita grana
    a biqueira ta a todo vapor, comprou pagou
    é o lema, morou?
    na segunda dinheiro no bolso até o talo
    vou ta de pião na linha sete galo
    de agasalho da umbro e no pé um nike shok
    artigo de estilo é mato no estoque
    pra variar vou tomar um campari
    e viajar apreciando um portinari
    gasto o meu dinheiro no que é bom, (vou além)
    aqui na quebrada não, (pra ninguém)
    o gerente me ligou pra dizer
    ( fala aê mano, a pm ta na área tio faço oq?)
    dispensa logo esses verme tira eles dai
    o pacote deles ta no gol GTI
    no porta luva num envelope amarelo
    a gente fica com o melhor e eles com os farelos
    o que eu quero é poder trabalhar
    paga esses caras pra eles não embaçar

     

    “tudo que trezentos quilos pode trazer
    que passou no comando sem ninguem perceber,
    com pouco, não me contento ostento o luxo eu forneço
    o sumo e vocês ficam bruxo” – (bis)

     

     
    lancei meu AP lá naquele condominio
    o pico agora pá, já tá no meu dominio
    tem umas tiazinhas que ficam zé-povinhãno
    quer saber o quê que eu faço, quem sou eu, quanto
    ganho
    tô nem ligando não, então, eu quero é mais
    se não me atrasar, pra mim tanto faz
    vou pro meu rolê um razante e moêma
    aquela mina lá já tá no meu esquema
    discolei que ela gosta, humm danadinha
    o pai dela é sujão, tô só de quebradina
    ta toda empolgada, mãe é advogada
    ganhar uns presentinhos né tio? num pega nada
    ai, lembra aquele gringo que eu te apresentei
    quero te mostra o fura que eu comprei,
    é de lei, quem têm têm, veja bem,
    no mundo dos negocios você vale o que têm
    no tempo de pivéte, amarguei mó veneno
    nas ruas da quebrada andava eu e o nêno
    hoje eu to aqui na mó disbaratína
    faço meu ibope e volto pra rotina

     

    “tudo que trezentos quilos pode trazer
    que passou no comando sem ninguem perceber,
    com pouco, não me contento ostento o luxo eu forneço o
    sumo e vocês ficam bruxo” – (bis) 3x

  • Me Faça ForteVer Letra
  • Me Faça Forte
    Letra

    Senhor me faça forte pra poder continuar
    A luta é minha vida não me deixe fraquejar
    Me guie onde eu for, me livre do perigo
    Do meu caminho afaste o inimigo
    Vejo vários por aí querendo minha derrota
    Serpentes venenosas na maldade em minha bota
    Sem terror eu sou protegido por Deus
    Se ele é por mim quem será contra os seus
    Deus me faça forte a todo instante
    Pra que eu possa ir mais adiante
    Quero ser rocha para suportar a dor
    E assim como Ghandi difundir o amor
    Quero poder vencer o que é difícil
    E nem ser um escravo do vício
    Nunca mais me aliar ao desespero
    Me faça em verdade até a morte um guerreiro
    Me dê equilíbrio na dificuldade
    Me dê ânimo na adversidade
    Que eu seja cabuloso para ignorar o ódio
    Humilde no limite pra subir até o pódio
    Chuva de benção no dia da vitória
    Me faça forte no reverse e na glória

     

    [Tina]
    Ei minha luz vem do céu, meu Deus é bom
    Justiça, olho por olho não vira não
    Peço de Deus que espere a solução
    Seja convicto em sua oração
    (Irmão) pare de andar na contramão
    (Da vida) pra tudo tem uma solução
    (Saída )na essência, na palavra relar
    Do que senti a fé não se explica mas cura
    Porque já vi a base que sem tudo isso é em vão
    (Então) sem Deus não existe salvação

     

    [Dexter]
    Tina é isso mesmo
    Deus é maior e supremo
    Estamos juntos guerreira
    Senhor obrigado por mais esse dia
    Me mantenha distante da covardia
    Me faça forte espiritualmente
    Me faça sábio e ativo mensalmente
    Pra que eu possa cumprir minha missão
    E inteligentemente perdoar a traição
    Que eu seja abençoado em minha orações
    Para a honra de teu nome falarei a multidões
    Que eu tenha hombridade pra dobrar os meus joelhos
    Deus nunca me tire os seus conselhos
    Me faça forte pra que eu tenha paciência
    Não me deixe cultivar a violência
    Nem o rancor, nem a falsidade
    Faça do meu coração um instrumento de bondade
    De simplicidade, de humildade
    Não deixe que me joguem no lixo da maldade
    Lealdade, só a verdade
    Sim palavras chaves do começo ao fim
    Não me deixe ter um espírito pobre
    Faça de minha atitude a mais nobre
    Chuva de benção no dia da vitória
    Me faça forte no reverse e na glória

     

    [MV Bill]
    É desse jeito
    Só quem tem respeito carrega no peito
    A medalha da vitória, traz a glória (dito e feito)
    Na marra eu não aceito peço em minhas orações
    Que contra o mau olhado não me falte munições
    Alibabá e os 40 ladrões
    Dominando a pista fabricando várias ações
    Do bem, sem puxar ninguém, pode vir que tem, sem olhar a quem
    Vou seguindo fazendo meu som
    Mesmo que tu ache que não é bom
    Quem tá na chuva se molha e não aborta a missão
    Defensor do rap honesto
    Sem se preocupar com o resto
    Que fica de caô e transparece a fraqueza
    E muda o discurso quando a grana vem à mesa
    Certeza de ter o caminho desviado
    Deixando de lado, o jogo encerrado, tudo acabado
    (é embaçado aliado)
    Vai vendo chegando no sapato dá licença
    Ofereço na humilde minha presença
    Na minha crença eu não aceito pilantragem
    MV em carne e osso, pele preta e tatuagem

     

    Dexter: Firmeza total Bill. Eu por você, você por mim e Deus por
    nós vagabundo
    Bill: Já é neguinho. Estamos juntos e misturado parceirão. É
    nós. Fé em Deus!

  • ConflitosVer Letra
  • Conflitos
    Letra

    Nessa noite pra dormir foi cruel
    Passei a madrugada contando estrelas no céu
    A depressão teve aqui pra me ver
    Trouxe os amigos que eu não tive prazer em rever
    Veio o ódio a tristeza
    A impaciência e também a descrença
    Troquei até uma idéia pra disbaratinar
    Mas não via à hora de poder me jogar
    Umas idéia besta cheia de rancor
    Meu coração entristeceu, sofreu, chorou
    O ódio era aquilo só falava do mal, de droga, arma, vinganças e tal
    Cheguei a perguntar pelo amor, onde estava
    E o ódio respondeu que se o trombasse o matava
    Falou que o amor só pisava na bola
    Só falava de alegria, de coisas da hora
    Sei lá, é só pensar:
    O ódio é cabuloso, atiça, promove a discórdia dos outros
    Me dizia sem parar
    “você tem que cobrar
    Essa pilantra que falhou com você tem que pagar”
    se pa, é o seguinte, ele até tem razão
    O que fazer com quem pratica traição?
    Não sei não moro? Vo ficar de segunda
    Será que compensa raja a vagabunda?
    “claro que sim, ela te fez se muleque
    Corre atrás doidão
    Mata essa pé de breque”
    Não não, deixa pra lá, não é o caminho
    Mau acompanhado
    Não, melhor sozinho

     

    “Lembranças más vêm
    Pensamentos bons vai
    Me ajude
    Sozinho eu penso merda pra carai”

     

    O ódio ficou triste, parou de falar
    Se ligou que não ia conseguir me arrastar
    Ficou de canto só me observando
    No deixa a tristeza veio se aproximando
    Sorriu com maldade, sentou perto de mim
    Olhou nos meus olhos e disse assim
    “da licença aqui, sou a tristeza
    Como que ce ta? Pela ordem? Firmeza?
    Você me conhece, já bati na sua porta
    De vez em quando, to na sua bota
    Lembra no dia que o Public faleceu
    Então, eu vim aqui, naquele dia era eu
    Você me emprestou seu coração pra eu ficar
    Instalei e fiquei vários dias a te perturbar
    Sou assim mesmo, chego e vou ficando
    Se você fraquejar, acabo te matando
    Te faço enlouquecer, te levo pro alem
    Sou cúmplice da morte, já matamos mais de 100
    Milhões, bilhões, o número é infinito
    Amarelo, preto, branco, pobre e rico
    Magina… eu não sou preconceituosa
    Namoro qualquer um, o vermelho, o rosa
    Meu beijo é amargo, tem gostou de fel
    Meu abraço é infeliz, traiçoeiro, cruel
    Sua mãe também me conhece
    Sua esposa dificilmente me esquece
    Eu não sou Deus mas também posso estar aqui, ali, em qualquer lugar
    Há! Na cadeia, no asilo, no hospital
    No orfanato e até mesmo no seu quintal
    Em velório sempre estou presente
    Em volta do caixão, do lado dos parentes
    Depois eu levo eles pra casa
    Fico anos e anos queimando como brasa”
    A tristeza falou demais, me atacou
    Me deprimiu, me chateou

     

    “eu sou ódio, maldade
    Compaixão é raridade
    Dá pra se contar nos dedos
    Os irmão de lealdade”

     

    Acreditar?
    Bem que eu gostaria, se pudesse, em tudo aquilo que os fulano me oferece
    Mas eu não consigo, minha mente é confusa
    Me liguei num volume embaixo da blusa
    O aperto de mão pra mim já foi estranho
    (Não conheço de lugar nenhum)
    Já ta de bom tamanho
    Senti um calafrio soprar na minha alma
    E a minha pouca fé me pedia “muita calma”
    (e esse fulano aí? que que ele falou de mim?)
    É ruim de eu abraçar os elogios assim
    A casa de Deus é o melhor lugar
    Pra estar, refletir, pensar, se encontrar
    Quero mudar, mas to sem direção
    A descrença é foda, agoniza o coração
    O suicídio é lento, minha guerra é intensa
    (que que ta acontecendo comigo, heim?)
    Dá licença
    A impaciência colou
    Mas não teve paciência de esperar e se jogou
    Nem ela conseguiu suportar o tédio
    Perdeu a linha, tumultuou o prédio
    Esses conflitos me judia
    Vou pro meu descanso
    Amanha é outro dia

     

    “é preciso ter linha de frente
    A pior prisão, ladrão, é a da mente”

  • Salve-Se Quem PuderVer Letra
  • Salve-Se Quem Puder
    Letra

    Levantar-se-á Nação contra Nação e Reino contra Reino
    Haverá grandes terremotos, epidemias e fome em vários lugares
    Coisas espantosas e também grandes sinais do céus

     

    [Dexter]
    Salve-se quem puder, se puder
    Seja lá quem for, homem ou mulher
    O mundão ta louco, se afundando aos poucos
    Futuro obscuro, vivemos no sufoco
    Pai que mata filho, filho mata pai
    Quem vai interferir, diz pra mim, quem que vai?
    Desacreditar, nem pensar, só naquela
    Moleque é morto a tiros na favela
    Seqüela de uma vida sofrida
    Vivida na miséria, sem perspectiva
    Crianças fumando craque, perdendo tempo
    Nas ruas do centro, andando ao relento
    Eu lamento e tento entender o porquê
    Não querem viver, preferem morrer
    Se matar, será que é a solução?
    Não, não posso acreditar nisso não
    Irmão, eu daqui assisto só desgraça
    Vejo o ser humano se matando de graça
    Na praça, já não faz sentido andar
    As rosas murcharam, contaminaram o ar
    Nas casas os portões, só vivem trancados
    Os carros dos milionários, são blindados
    Hoje em dia, ninguém confia em ninguém
    Parceiro mato parceiro por malote de cem
    Vai além, seu filho é programado pra ter medo,
    Mas o medo o faz sentar o dedo
    Você mesmo transforma seu filho num qualquer
    Assim que é, salve-se quem puder…

     

    Um homem na estrada recomeça sua vida
    À procura, da dignidade perdida
    O brilho nos olhos é de um sonhador
    Que quer esquecer, tudo o que passou
    Vinte e cinco anos depois sai do inferno
    Se sente deslocado, no mundo moderno
    De terno antiquado, e sapato social
    Vaga pelas ruas na condicional
    Feliz e ao mesmo tempo assustado
    Tá tudo diferente, tudo ta mudado
    As pessoas não se olham, nem se cumprimentam
    Andam estressadas, concentradas no que pensam
    Indiferentes ao que acontece ao redor
    Programadas com seu próprio mundo e só
    No jornal as notícias causam arrepios
    Mais um corpo é encontrado, boiando no rio
    Drogado mata o irmão e nem lembra o que fez
    Mãe abandona filho de um mês
    Policia é flagrada numa ronda de rotina
    Em boate de luxo, recebendo propina
    Enquanto uma escola é construída num lugar
    Já se tem dez prisões a mais pra inaugurar
    Política opressora, exclusão social
    Dentista perde a vida por motivo racial
    O morro e o asfalto no Rio tão em guerra
    Integrantes do MST querem terra (a causa é séria!)
    Uns matam, outros morrem por um qualquer
    Assim que é, salve-se quem puder…

     

    No Sudão matam negros com AK-47
    Prisão de Sadam chegou via satélite
    Bush, a besta de um sonho americano
    Patrocina a dor do povo iraquiano
    Fuzis atiram em defesa do petróleo
    América do Norte garante o monopólio
    O mundo se comove, porém ninguém se move
    Vem doutor, ce ta na mira da minha nove
    Meu microfone faz o estrago que eu quiser
    Vai, pega o celular e pede pano pros gambé
    Menor dispara a arma e mata amigo na escola
    Doença miserável, HIV e Ebola
    Extermina meus irmãos na África do Sul
    Atentado terrorista sob céu azul
    Nas ruas de São Paulo ou no Oriente Médio
    O corredor da morte é a cura pro seu tédio
    Nos mares se trava a guerra naval
    Nos ares acontece à exploração espacial
    Células clonadas em laboratório,
    A ciência ignorando Deus é notório
    Testes nucleares afim da destruição
    E você aí, nem aí, sem preocupação
    Deputado é esculachado em CPI,
    Novela ensina dona de casa a trair
    Tragédia no cenário do Rap ganha destaque
    Mataram Sabotage, Gilmar e Tupac
    Final dos tempos, provam sua fé
    Assim que é, salve-se quem puder…

     

    [GOG]
    Ei, Aqui se realiza um sonho antigo
    Uma aliança entre fãs que hoje são amigos
    Eu sei, percebo é de Deus que vem, provém à chance
    Provei e não senti o gosto amargo eu vou avante, adiante
    Abraçar, representar, tô aqui
    Fruto nordestino, maduro, do sul do Piauí
    [GOG] Vou te falar, relatar, o que vi
    Deselegante foi à cena, mas eu não sorri
    Sou latino, peregrino, desprovido de dinheiro, grilado
    Uma pá de proliferado puteiro, que se dá
    De várias formas não só na cama
    [GOG] Lamentável a cena, o algoz e a primeira dama
    Não sei se vou pro céu, sou fiel, sou Fidel, sou cruel
    Mas não tenho o coração de papel
    Pisou na bola, olha minha sola, o calcanhar de Aquiles
    [Dexter] Aí GOG, se o Bin Laden pega, hummm,
    fica ruim pro Alexandre Pires
    [GOG] Falhou, sujou, a bandeira brasileira
    Envergonhando a América Latina inteira
    Inocência, oportunismo, ignorância da história
    Chorou nos braços de quem tem fama sem glória
    [Dexter] Bush…
    [GOG] É preciso ter cérebro, coordenação motora
    [Dexter] Pra não cair na armação da maldita gravadora
    [GOG] Pra não financiar via Coca-Cola a metralhadora
    E nem desonrar, África nossa genitora…

  • Eu Sô FunçãoVer Letra
  • Eu Sô Função
    Letra

    Sô função, pra quem não tá ligado me apresento
    e as ruas represento
    Dá licença aqui pra eu chegar nesse balanço
    É quente negrão a idéia que eu te lanço
    Estilo original de bombeta branca e vinho
    Vai, só não vai pra grupo com neguinho
    Ando gingando cuns braços pra trás
    Só falo na gíria e pros bico é demais
    Sô forgado afronto os gambé, sô polêmico
    Na favela o meu diploma acadêmico
    De tênis all star, de cabelo black
    Meu beck, a caixa e o bumbo e o clap
    Cresci ali envolvidão qua função
    Na sola do pé bate o meu coração
    Esse som é do bom, dá uns dois e viaja
    Nós somos negros nao importa o que haja
    O ritmo é nosso trazido de lá
    Das ruas de terra sem luzes e pá
    O fascínio não morre ele só começô
    Das festa de preto que os boy não colô
    Sô o que sô vivo aquilo que falo
    Meu rap é do gueto e não é pros embalo
    Vagabundo, se for pra somar chega aí
    Paguei pra entrar e nunca mais vou sair
    Então vem que vem, dinheiro eu quero
    Uma linda mulher e um belo castelo
    Eu sô raiz mais cadê você
    A função e o funk jamais vão morrer…

     

    [Dexter]
    Muito amor, muito amor, pelo som pela cor
    A herança ta no sangue louvado seja Deus meu senhor
    Que me quis descendente de raiz
    Preto função sou sim, sou feliz
    Favelado legítimo escravo do rítmo
    Dos becos e vielas eu sô amigo íntimo
    Dexter o filho da música negra
    Exilado sim, preso não com certeza
    O rap me ensinou a ser quem eu sô
    E honra minha raça pelo preço que for
    Dos vida loka da história eu sô um a mais
    Que te faz ver a paz como sôro eficaz
    No gueto jaz, o inofensivo morreu
    Pela magia do funk renasceu o plebeu
    Aí fudeu, o monstro cresceu se criô
    Agora já era é lamentável doutor
    A guerra já não é tão mais fria assim
    Sô pelos função e a função é por mim
    Até o fim, “plim”, nossa luz contagia
    Assim como o sol, que clareia o dia
    E aquece o pivete que dorme na rua
    Que passou a madrugada em claro a luz da lua
    Se situa que o que ofereço é muito bom
    Força e poder dom através do som
    Negô, vem com nóis mais vem de coração
    Por paixão, por amor não pela emoção firmão
    Pra ser função tem que ser original
    Apresentando e tal mais um irmão leal

     

    [Mano Brown]
    Ser vida loka aqui está então pode saber
    Deixa as dama aproximar jão opa tamo aê
    Na arena mil juras de amor ao criador que nos guia
    Antes de nada mais para nóis muito bom dia
    Salve! só chegar meu irmão lêlê
    Por que não monstro? viva negro Dexter
    De vinte em vinte eu paguei duzentas flexão
    Calçando jeito de burlar a lei e a minha depressão
    Menino bom mas, pobre, feio, fraco, infeliz, só
    Se sentindo o pior vários monstro ao meu redor
    Com tambor de gás fiz mais cinqueta em jejum
    Ódio do mundo eu via em tudo, filme do platoon
    No café o açúcar com limão no abacate
    Puta eu olhei a blusa suja de colgate
    Se ser preto é assim ir pra escola pra quê?
    Se o meu instinto é ruim e eu não consigo aprender
    Esfregando calças velhas fiz a lista do tanque
    Era um barraco sim, mas meu castelo era funk
    Folha seca num vendaval, um inútil
    É morrer aos pouco eu me senti assim, tio
    Eis que um belo dia alguém mostrou pra mim
    Uma reunião tribal, James Brown e All Green , uau “sex
    Machine”
    O orgulho brotou, poder para o povo preto, que estale os tambor
    Veio as camisas de ciclistas, calça lee, fivelão
    Tênis farol white uou uou uou ladrão
    Às seis mil ano até pra plantar
    Os pretos dança todo mundo igual sem errar
    Agradencendo aos céus pela chuvas que cai
    Santo deus me fez funk, obrigado meu pai
    Nem por isso eu num… vou jogar filé mignon pras piranha
    O pierrô contra os play boy fuma maconha
    Não vejo nada, não vejo fita dominada
    Eu vejo os pretos sempre triste nos canto do mundão
    Então morô Jão, um dois um dois drão
    Aham aham, alma, mente sã, corpo são
    Dexter tem que está, com fé no senhor
    Tem que orar, tem que brigar, tem que lutar nego
    Ah meu bom juiz abra seu coração
    Se ouvir o que esse rap diz ia sentir o perdão
    Meu argumento é pobre, mas a missão nobre
    Mestrão irá saber reconhecer o homem bom
    Deixo aqui desde já, promessa de voltar
    É só querer,é só chamar que eu estarei lá
    Eis o doce veneno vivendo e vivão
    Um dia por vez, sem pressa, fui nessa negrão
    Sô função

  • Seja Mais VocêVer Letra
  • Seja Mais Você
    Letra

    Parceiro, eu sei que a vida aqui é difícil
    Mas não se entregue são ossos do oficio
    Seja mais você, faça acontecer
    Nem tudo ta perdido basta entender
    Que a vida nem sempre é generosa ao ensinar
    ela cobra, castiga, te faz chorar
    Quando ti vi chegar não acreditei pensei
    “o sistema fabricou mais um fora da lei”
    Você podia estar jogando bola,
    sempre foi o melhor no time da escola,
    podia ter sido um profissional
    um ponta esquerda nervoso ai fenomenal.
    Sua mãe fez de tudo pra te criar
    te ensinou o melhor e teve em troca o pior
    até entendo e sei como é
    ser alguém notável é o que todo mundo quer
    Uns pano muito loko, umas mina, uns cordão,
    dinheiro no bolso, uma goma de patrão
    A TV te mostrou que assim era o certo
    que você tinha que ser um mano esperto.
    Mas você se lembrou que era pobre
    e geralmente é nessa hora que a gente sofre
    se descobre num barraco de madeira
    sem luz, sem água, quase que a semana inteira.
    Saneamento básico é mentira,
    Assistência medica digna utopia
    Revolta, alimenta o ódio sem dó
    E a tendência é fazer o pior.
    Revolver na mão, disposição
    Convite dos mano pra uma ação
    Se logo se envolve não quer nem saber
    E quando se vê aqui ta você.
    Condenado a tirar um montão.
    To aqui pra ti dize “o crime é ilusão irmão”
    Só compensa pra quem se formo
    o doutor, que trabalha no planalto moro
    entre milhões você é mais um.
    Boy expiatório simplesmente comum
    O numero a mais na contagem do dia
    Uma vitima a mais da hipocrisia
    Pense nisso procure entender
    É exatamente aqui que querem você
    Uma fonte de renda, parceiro
    Engorda a conta de alguém lá no estrangeiro
    Você precisa ter ciência dessas fita
    Pra não ser outra vez o próximo da lista
    Sair daqui nunca mais voltar
    Amaldiçoar esse lugar
    Isso sim é ser esperto, ligeiro
    A vida é uma guerra e você tem que ser guerreiro

     

    [Refrão]
    As grades eu sei que te fazem chorar
    Nunca pare não pare de lutar
    Não não se entregue
    Não não se entregue (não se entregue não)
    A liberdade ela há dê chegar (chegar)
    Tenha fé tudo vai melhorar
    Não não se entregue
    Não não se entregue (não se entregue não)
    As grades eu sei que te fazem chorar (chorar)
    Nunca pare não pare de lutar
    Não não se entregue
    Não não se entregue (não se entregue não)
    A liberdade ela há dê chegar (chegar)
    Tenha fé tudo vai melhorar
    Não não se entregue (nãããão)

     

    Quantos iguais à nois estão por aqui
    Sofrendo, vivendo sem direção pra seguir.
    Irmãos da mesma cor, da mesma idade
    Vindo do mesmo lugar, da mesma cidade.
    Sem visita já faz um bom tempo
    Sem nada que ajude amenizar o sofrimento
    Sem esperança, sem sonho, sem alegria
    Sem confiança, refém da covardia.
    Sem alto estima, sem dignidade
    Vivendo sem eira nem beira na ociosidade
    Viciado na pedra e no pó
    Gastando o que não tem
    Assumindo o b.o
    Compro? Pago? Firmão… leva mais.
    Hã, caso contrario descanse em paz.
    Ai… me entristece truta
    é muito sofrimento
    coisas assim já vi varias como exemplo
    olhe ao seu redor e veja só
    tem outros manos em situação pior
    Tala ao Deus Dara
    dormindo mal na enfermaria em fase terminal
    ou numa cadeira de rodas paraplégico
    o prejuízo foi estratosférico
    só de pensar no que eles fazem com a gente
    me dói na alma me deixa doente.
    Perdemos um guerreiro uns dias atrais
    O mano tava ai, no sossego na paz
    Mas adoeceu da noite pro dia
    Vê só, diagnostico bronco pneumonia.
    Doença grave que te reduz ao pó
    Te deixa num estado digno de dó
    Com o Jão Jão não foi diferente
    Entro em óbito, infelizmente.
    Aqui o crime perde a magia entende
    Viver a realidade é diferente
    Não tem duple o roteiro é realista
    O filme é triste e você o protagonista
    Quem enxerga um palmo alem do nariz
    Ainda tem a chance de ter um final feliz
    Me diz o que vale a pena pra você
    Me diz de que maneira você quer viver
    A vida é uma só rapaz
    O tempo perdido não se recupera mais
    Você precisa ter ciência dessas fita
    Pra não ser outra vez o próximo da lista
    Sair daqui nunca mais voltar
    Amaldiçoar esse lugar
    Isso sim é ser esperto e ligeiro
    A vida é uma guerra e você tem que ser guerreiro

     

    [Refrão]
    As grades eu sei que te fazem chorar
    Nunca pare não pare de lutar
    Não não se entregue
    Não não se entregue (não se entregue não)
    A liberdade ela há dê chegar (chegar)
    Tenha fé tudo vai melhorar
    Não não se entregue
    Não não se entregue (não se entregue não)
    As grades eu sei que te fazem chorar (chorar)
    Nunca pare não pare de lutar
    Não não se entregue
    Não não se entregue (não se entregue não)
    A liberdade ela há dê chegar (chegar)
    Tenha fé tudo vai melhorar
    Não não se entregue (nãããão)

     

    É rapaz, o único brilho existente neste lugar
    É o brilho do irmão que tem esperança no amanha
    O restante é ofuscante, ta ligado?
    É triste, é frio, é gelado
    Pense nisso
    E seja mais você.

  • A Favela Agradece.Ver Letra
  • A Favela Agradece.
    Letra

    Então essa e para aqueles que de alguma forma fazem parte da minha vida, e que estão lado a
    lado com o guerreiro aqui, aê a favela agradece.
    Um muito obrigado a toda a minha família, minha
    mãe, aí dona Maria, obrigado por eu existir
    Minha sogra Eliana, Jaime e em especial minha
    esposa Patrícia, que tem enfrentado comigo as
    dificuldades sem fraquejar, amor seremos um só
    sempre, amo você
    Então Lelê, aê Dico, Brawer, Ed Rock, Tito, Marcão
    e Betão , obrigado por acreditar e fazer da nossa
    amizade um diamante mais precioso e guardado no
    cofre de nosso coração. Aê eu por vocês e vocês
    por mim, irmãos até depois do fim.
    Dona Janaína obrigado pela oportunidade e pela
    força Deus abençoe, tanto quanto vocês aí óh.
    Família Diadema, Joaquim, Edibeto, Robinson,
    Gil Custódio, Romildo, Nene, Beto, Bicudo, Chico,
    Deni, Futrica, Bozó, Vagner, Toninha, Vanderlei,
    Vander, Cateto, Joe, Luciana, Wini, Naissa, ALX
    e Deni firmeza total
    Família Calux, Dona Severina, Gracinha, Felipe,
    Geferson, Rodrigo, Danilo, Eder, Jonatan, Jeron,
    Bedi, Stefani, Micheli, Seu tião, Beto, Roseli,
    Jeison e Igor.Firmeza total
    Zona leste somos nós Velho Senegal, Dona Patrícia,
    Vitor, Rafa, Gabriela, Alô Graziela, Luizinho,
    Gilberto, Alessandro Buzzo,Família sem miséria,
    Cohabi I, II, Cidade Tiradentes, São Miguel,
    Guaianazes, Ermelindo, Itaim, Vila Prudente, Mangue,
    Elba, Santa Madalena, São Matheus, Sapopemba, Treceira
    divisão, Poá, ferraz, Suzano, e Mogi é isso aí.
    Zona Oeste assim que é, Marcos Bahia, família sem
    querer, Mangue, Perola Negra, Perus, Itapevi e Barueri
    Carapicuiba, Jaraguá, Jaguaré, Favela São Remo, Morro
    da Coca-COla, Osasco, Cotia, Pirituba, Francisco morato,
    e cidades coligadas
    Família zona norte, Dona Patrícia, Taila, Taís, Madalena
    Daniel Quirino, toda rapaziada lá Serra pelada do time
    nove de julho, tá com a bola em Jaçanã, Jardim Ebrão,
    Vila Mazzei, Tucuruvi, Brasilândia, Vila Maria, Cachoeirinha
    Jardim Brasil, Casa Verde, Freguesia, Morro Grande,
    Jardim Damaceno, Elisa Maria, Favela Zaquinashi, Jardim
    Sabrina, Vista Alegre, Parque Novo Mundo, Guarulhos,
    Parque Continental, Lauzane, Peri, Peiruche, Jardim
    Primavera, Jauba Rural, São Raphael, Mimosa, flores da terra,
    Vila Guilherme e adjacências.
    Salve!salve! toda comunidade pobre da zona sul, Bela vista,
    Vai-vai, Barroca, Heliópolis, Ipiranga, Pedrera, Joaniza,
    Jardim Miriam, Catarina, Imprensa, Jabaquara, Vila São José
    Rede, Caxote, Campanari, Taboão, Parque real, Santa Therezinha
    Morro do samba, Morro do piolho, Jardim São Luiz, Cohab
    Adventista, Jardim Rosana, Ipê, Macedônia, São Jorge, Valo
    Velho, Rosas, Maracá, Santo Amaro, Santo Eduardo, Itapecirica,
    Sabim, Vila Fundão, Vila das Beleza, monte Azul, Vaz de Lima
    Parelheiros, Grajau lugares onde moram pessoas maravilhosas
    Paz a todos.
    Dona Ana, Eliane, Jorginho, Domenica e Meire muito respeito
    Aí ABC Dona Alessandra e Lucas de Arruda, Morros e Favelas,
    Becos e Viélas, é nóis.
    Litoral Sul, Baixada Santista, Morro São Bento, zona noroeste
    Nova Cintra, Mexico setenta, mercadão e as demais é nois muleque
    Interior Paulista, Brasilzão, Rio de Janeiro, Porto Alegre,
    B.H., D.F., Norete e Nordeste sem excessão, irmãos e irmãs
    trancafiados Maiores e menores de rua Deus está olhando por
    vocês, tenham fé
    Aí guerreiros cabeça erguida de pé, Zé Carneiro, Satinha,
    Jorginho, Tubarão, Nãna, Alemão, Broa, Manga, Irã, Briana e
    Biroska, Robinho, Bicudão, Magrão da Cruz, GG do Mangue,
    Criz do mangue, Edmilso do Morro São Bento, Camps, André
    MRF, Tito Gordão, Soweto, Bomba, Lobinho, sérginho, Latrô,
    Deninha e Xisto, Japinha da Mirim, Aleado, Camorra, Pastel,
    Utinga, bora-bora, triton, Na Brasa, Tobi, Terence, Neguitão,
    Adailson, Japonês da sul, Nico, Sérginho, Robson, Naninha,
    Danielsinho do Detróide, Quito, Sandro, Guimaráes, Luciano
    do Vale, Luís, andro Perninha, Máscara, Fininho, Beto Metiolate
    Sérgião, Bilicão, Mofão, Bi, Bate, Picadinho, Ruan, Nego de
    Lei, Bebeto Problema, Batata, Fabolino, Zóio, Garrincha, Julia
    da Teneré, Sentineli, Mack Backer, Cara Preta, Marcolinha,
    Marcola, Jhoni, Carequinha, Negro Abrahão, Jhow, Sergio Boy,
    Negrinho boy, Paraná e todos os demais que são dignos do meu
    qualificado respeito que Deus os abençoe, liberdade pra nóis
    vagabundos, Aprediz, Sou da paz, Dom Quixote, e aì Magno
    tamo junto, Célia, Diva, Dona Nalva, Claudinho, Denis e
    Mario Mirando, Coopevaz, Cooperifa, Ferrez, Adonias, estação
    Hip-Hop, Rap Brasil, Rádios Comunitárias, Paulo Obral, Celso
    Ataíde, Dj Um, Dj Negralha, Dj Lorde, Izinylon, Izlum, XXL,
    Irmandade, C&D, Rap Power, Porte Ilegal, Quatro Pê, Josias e
    Compania, Cebola, Manos Cabelereiro e galeria vinte e quatro
    de maio, firmeza total.
    Aos revolucionários Racionais, Difunção, Matilha, Quadrilha
    Sinfônica, Realidade Cruel, Sistema Negro, Rosana (?),
    Trilha Sonora do Gueto, Jorgiei e a famíla, Rap and wood, Novos
    da Lei, Thaíde, M.V Bill, Nego Chic e os Guerrero, Tina,
    (?) B.V, Tiro certeiro, Sabedoria de Vida, Poesia Gangster, RZO
    Mx Black, Lino Cris e Zafka Brasil, Aí Jorge Ben muito obrigado
    Pela inspiração, pela nossa inspiração, a revolução não para
    Senhor Deus Pai todo poderoso, obrigado pela sabedoria e pela
    oportunidade, Amém.

Facebook

/dexter8anjooficial

Instagram

Siga @dexter8anjo
Oitavo Anjo Produções Fonográficas Dexter
Felipe Desenha Shapper
Instagram YouTube Deezer iTunes Spotify